Festival ocorre entre os dias 28 e 31 de agosto com entrada gratuita.

Por LD,
Lages/SC

📷 Divulgação

No próximo dia 28 de agosto, inicia em Correia Pinto, o 2ª Festival Literário de Correia Pinto (Flicop) que tornará a cidade da Serra Catarinense conhecida como “Capital do Papel” em a “Capital do Livro e da Literatura”. Nomes renomados da literatura nacional estão entre as atrações principais do evento que segue até o dia 31 de agosto e com entrada gratuita.


O festival que chega a sua segunda edição e já considerada uma das maiores do Estado trará escritores com passagens pelos principais festivais literários do País e do mundo, com livros premiados – e alguns que se tornaram filmes e séries, entre os escritores estão: Guilherme Fiúza, Luiz Ruffato, Daniel Munduruku e Julián Fuks.

O 2º Flicop também contará com a realização de palestras, entre elas, a ministrada por Emílio Finger com o tema “Gestão do Coração” que já comoveu mais de 80 mil pessoas onde ele conta a história de um menino que com muita coragem e determinação desafiou e superou os próprios limites. Além disso, workshops, festival de robótica, painéis, concursos, contação de histórias, festival de Food Trucks e, muitas atrações fazem parte da programação.

📷 Guilherme Fiúza. (Foto:
Reprodução /Twitter)
Conheça um pouco de alguns dos escritores participantes:

Guilherme Fiúza

É autor dos livros “Meu nome não é Johnny” (que deu origem ao premiado filme que foi sucesso de bilheteria), “3.000 dias no bunker”, “Bussunda – a vida de um Casseta”, “Giane vida, arte e luta” (Bibliografia de Gianecchini) que foi o livro mais vendido em Portugal no na de seu lançamento, entre outros; e ainda foi o coautor da minissérie “O Brado Retumbante” (TV Globo), além de ser colunista em diversos jornais e revistas.

📷 Daniel Munduruku. (Foto:
Divulgação)
Daniel Munduruku

É um renomado escritor de livros infantis, pertencente à etnia indígena Mundurucu. Graduado em filosofia, história e psicologia. Tem mestrado em antropologia social pela Universidade de São Paulo. É doutor em educação pela Universidade de São Paulo. Recebeu a Comenda do mérito cultural por duas vezes e vários prêmios no Brasil e no exterior, entre eles: Jabuti, Érico Vanucci Mendes (CNPq), Tolerância (Unesco)


📷 Julián Fuks. (Foto:
Divulgação)
Julián Fuks

Filho de pais argentinos, o escritor paulista venceu o Prêmio Literário José Saramago (Lisboa – Portugal). Em 2012 foi eleito pela revista Granta um dos vinte melhores jovens escritores brasileiros. Em 2016 ganhou o Prêmio Jabuti na categoria romance e foi 2º colocado do Prêmio Oceanos de Literatura em Língua Portuguesa com o livro “A Resistência”.





📷 Luiz Ruffato. (Foto:
Divulgação)
Luiz Ruffato

Suas obras ganharam edições em diversos países, entre eles Estados Unidos, Finlândia, França e Itália. Foi agraciado com o prêmio APCA e o Machado de Assis, da Biblioteca nacional, e em 2016 com o prêmio Hermann Hesse, na Alemanha.