Composição ainda conquistou os prêmios de melhor conjunto vocal e melhor arranjo.

Por LD,
em Lages/SC

📷 Marcelo Pakinha / ASCOM PML

Milhares de pessoas lotaram o Parque Conta Dinheiro, especialmente o espaço do Palco Nativista para acompanhar a grande final da 27ª Sapecada da Canção Nativa e após três horas de apresentações das 16 composições finalistas, o veredito saiu nas primeiras horas da madrugada desta quarta-feira (19) e a milonga “Cinco e Meia da Manhã” foi a grande vencedora desta edição levando o título e ainda os prêmios de “melhor arranjo” e “melhor conjunto vocal”.

Outras duas milongas também garantiram o segundo e o terceiro lugar, são elas respectivamente: “Rastros do Tempo sobre o Chão da Alma” e “O Princípio e o Fim”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Confira as vencedoras da 27ª Sapecada da Canção Nativa

·        1º Lugar: “Cinco e Meia da Manhã”
Letra: Edilberto Teixeira
Música: André Teixeira
Ritmo: Milonga
Intérprete: André Teixeira

·        2º Lugar: “Rastros do Tempo sobre o Chão da Alma”
Letra: Eron Vaz Mattos
Música: Cristian Camargo
Ritmo: Milonga
Intérprete: Joca Martins

·        3º Lugar: “O Princípio e o Fim”
Letra: Sergio Carvalho Pereira
Música: Marcelo Oliveira
Ritmo: Milonga
Intérprete: Marcelo Oliveira

·        Música Mais Popular: “A Zamba que fiz pra Ti”
Letra: Rogério Villagran
Música: Kiko Goulart
Ritmo: Zamba
Interpretação: Quarteto Coração de Potro

·        Melhor Intérprete: Marcelo Oliveira em “O Princípio e o Fim”
·        Melhor Instrumentista: Éverson Maré no Violão em “Cercadito”
·        Melhor Letra: “Rastros do Tempo sobre o Chão da Alma” de Eron Vaz Mattos
·        Melhor Melodia: “O Princípio e o Fim” com Letra de Sergio Carvalho Pereira e Música de Marcelo Oliveira
·        Melhor Arranjo: “Cinco e Meia da Manhã” com Letra de Edilberto Teixeira e Música de André Teixeira
·        Melhor Conjunto Vocal: “Cinco e Meia da Manhã”
·        Melhor Tema Campeiro: “Penacho” com Letra de Felipe Bacchieri e Música de Fabiano Bacchieri
·        Melhor Tema sobre a Região Serrana: “Tiro, Grito e Bolo Frito” com Letra de Isadora Martini e Sandoval Machado e Música de Sandoval Machado e interpretação de Zétti Gaudéria.