Vacina contra o Coronavírus: Prefeitura de Lages abre pré-cadastro para adolescentes de 12 a 17 anos que possuem comorbidades

O link encontra-se no site Vacina Lages: vacina.lages.sc.gov.br, e já está disponível para preenchimento por parte da população. 

Por Emellin Camargo da Saúde Lages

📷 Pré-cadastro já está disponível no site Vacina Lages. (Arte: CARLOS ALBERTO DE ARRUDA JUNIOR / ASCOM PML)

LAGES — Os adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades já podem realizar o pré-cadastro, localizado no site voltado aos dados do novo Coronavírus (Covid- 19) no município -  vacina.lages.sc.gov.br. Além de informar a comorbidade que possui, o inscrito deverá sinalizar mais cinco dados, com marcação obrigatória.


A vacinação para adolescentes ainda não começou em Lages, porém, a realização do registro auxilia o município a ter uma estimativa de pessoas a serem vacinadas neste grupo, garantindo assim, uma melhor logística de distribuição das doses. Além disso, preenchendo o pré-cadastro, você poderá saber se possui alguma das comorbidades que estão aptas a serem vacinadas antes da chegada da sua faixa etária.

O link direto para acesso ao preenchimento do pré-cadastro é o seguinte: https://docs.google.com/forms/d/1okWhPDJkmbI_aDlId-CQBxHBXbq7O7rJksCB89ACla0/viewform?edit_requested=true

Documentos necessários para vacinação dos adolescentes

É importante frisar que além de documento original com foto e cartão SUS ou CPF, o adolescente deverá apresentar a declaração do participante da vacinação, com a assinatura dos pais ou responsáveis legais, que será disponibilizada nas mesas de vacinação.

Já para fins de comprovação da comorbidade, serão aceitos os seguintes documentos, conforme cada situação:
  • laudo médico ou exame comprobatório que indique a comorbidade ou deficiência;
  • comprovação de atendimento em Centro de Reabilitação ou unidade especializada;
  • documento oficial com indicação da deficiência;
  • cartões de gratuidade do transporte público que indique a condição de deficiência permanente;
  • laudo emitido por nutricionista no caso de obesidade;
  • declaração de equipe multidisciplinar, que indique a condição de deficiência ou comorbidade;
  • autodeclaração (na ausência de outro tipo de documento) para os casos de deficiência permanente grave.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog