Em setembro, Comarca de Lages fará três sessões do Tribunal do Júri

Os júris populares ocorrem às quintas-feiras, a partir das 10h. 

Por Taina Borges do NCI/TJSC

📷 Tribunal do Júri da comarca de Lages terá três sessões em setembro. (Foto: PIXABAY)

LAGES — A 1ª Vara Criminal da Comarca de Lages pautou três sessões do Tribunal do Júri para o mês de setembro. Em todos os julgamentos serão respeitadas as regras de prevenção e combate ao Coronavírus. Apenas os servidores da Justiça, forças de segurança, jurados, promotor de Justiça e defensores estarão presentes. Os júris populares ocorrem às quintas-feiras, a partir das 10h.


Na primeira sessão, dia 9, um homem de 32 anos será julgado por uma tentativa de homicídio na noite de 16 de fevereiro de 2020, em frente a um bar, no Centro da cidade de Painel. Na ocasião, o denunciado teria desferido três golpes de faca contra outro homem, que foi socorrido e sobreviveu. A motivação do crime seria ciúmes da ex-namorada, que se aproximou da vítima no bar. A tentativa de homicídio é qualificada pelo motivo fútil e recurso que dificultou a defesa do ofendido. O réu, atualmente, está recolhido no Presídio Regional de Lages.

A segunda sessão de setembro será no dia 16. Na ocasião, dois homens, um de 29 e outro de 30 anos, serão submetidos a júri popular também por tentativa de homicídio. O fato pelo qual são denunciados pelo Ministério Público ocorreu na noite de 28 de maio de 2012, no bairro Penha, em Lages. Naquela data, os dois teriam ido de moto até a frente de um bar, na Avenida Manoel Antunes Pessoa, onde se encontrava um pequeno grupo de pessoas. A dupla parou a motocicleta, e um deles começou a atirar contra o grupo na ânsia de alvejar dois desafetos. Porém, os tiros acertaram um homem que nada tinha a ver com as desavenças. A vítima foi socorrida e sobreviveu. Os autores dos disparos são denunciados por tentativa de homicídio qualificada pelo motivo fútil, recurso que dificultou a defesa do ofendido e meio que possa resultar perigo comum, já que expuseram a potencial risco a vida das demais pessoas que se encontravam no local no momento dos disparos de arma de fogo em via pública.

O último júri popular deste mês ocorrerá no dia 30. Um homem de 72 anos será julgado por um homicídio e uma tentativa de homicídio. No início da noite de 6 de julho de 2020, em sua casa no Bairro Pró-Morar, em Lages, o denunciado se desentendeu com dois homens, sendo um deles seu próprio neto, devido ao corte de alguns galhos de uma árvore existente no local. No dia seguinte, no mesmo endereço, com o intuito de se vingar, efetuou disparos de arma de fogo contra um dos homens com quem havia se desentendido. O neto do denunciado, ao presenciar a cena, buscou intervir e também virou alvo dos tiros, precisando se refugiar dentro de um carro. Na sequência, o autor dos disparos atirou contra a sua própria residência e fugiu com a arma do crime. A primeira vítima não resistiu aos ferimentos e morreu. O neto sobreviveu. O autor será julgado por homicídio e tentativa de homicídio, com as qualificadoras do motivo fútil, recurso que dificultou a defesa dos ofendidos, meio que possa resultar perigo comum (várias pessoas residem na casa onde foram efetuados os disparos) e contra descendente, já que uma das vítimas é neto do denunciado.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog