Planalto Serrano e Extremo Oeste podem ter voos regionais regulares

Os aeroportos de Correia Pinto e de São Miguel do Oeste receberam visita técnica de representantes da Aerosul. 

Da Assessoria de Comunicação da SIE

📷 Equipes realizam visita técnica no Aeroporto Regional do Planalto Serrano, em Correia Pinto. (Foto: SIE / DIVULGAÇÃO)

FLORIANÓPOLIS — Uma comitiva da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, liderada pelo titular da Pasta, Thiago Vieira, acompanhou uma visita técnica de representantes da Aerosul aos aeroportos Regional do Planalto Serrano, em Correia Pinto, e Hélio Wassun, em São Miguel do Oeste. O subchefe da Casa Civil, Juliano Chiodelli, e lideranças locais acompanharam as ações.

O objetivo foi apresentar as estruturas à empresa, especializada em voos regionais, que tem interesse de operar nos aeroportos. Vieira explicou que, a partir das visitas, inicia-se o diálogo sobre as possíveis linhas, demandas dos usuários em potencial e o interesse da empresa. Uma das possibilidades é oferecer voos diários desses aeroportos a Florianópolis. Outra alternativa é ligar os municípios a polos regionais, como de São Miguel do Oeste para Chapecó.  O presidente da Aerosul, Adilson Santos de Oliveira, afirmou que a ideia é iniciar a operação em 45 dias, com aeronaves caravan com capacidade para nove passageiros: “Com isso, criamos a demanda e a tendência é que ela aumente com o passar do tempo.”

Por terra, são necessárias cerca de 11 horas de viagem de São Miguel do Oeste para Florianópolis, por exemplo. Em um voo direto, o trecho seria cumprido em uma hora e meia. “Com um voo diário, se torna factível ir e voltar para a Capital no mesmo dia, algo que hoje é inviável. Para além da economia de tempo, podem pesar, na escolha por uma viagem aérea, custos, como refeições e hospedagem. Queremos aproximar as nossas regiões com o fortalecimento da aviação regional, que é sinônimo de desenvolvimento”, destacou Thiago Vieira.

Gol em mais dois aeroportos

Nesta semana, a Gol Linhas Aéreas manifestou interesse em operar voos no Aeroporto Regional do Planalto Serrano, em Correia Pinto. O objetivo seria oferecer voos três vezes por semana até Guarulhos - viagens que alimentariam, inclusive, outros trajetos nacionais e internacionais.

Vieira destacou que os avanços são reflexo da política de incentivo à aviação regional em Santa Catarina. “Para se ter uma ideia, o Aeroporto do Planalto Serrano estava inoperante e o de Jaguaruna prestes a fechar. Esse retorno das empresas só demonstra que o governo está no rumo certo ao investir na aviação regional”, avaliou.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog