Afeganistão: tumulto em aeroporto de Cabul deixa sete mortos neste domingo (22)

Segundo a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) total de mortos na região do aeroporto desde a volta do Talibã ao poder há uma semana, chega a 20.

Do LD*

📷 Avião militar britânico resgata cidadãos britânicos e afegãos do aeroporto de Cabul em meio à crise no Afeganistão. (Foto: REPRODUÇÃO)

CABUL/AFE — Sete pessoas morreram esmagadas neste domingo, 22, tentando acessar ao aeroporto de Cabul, capital do Afeganistão, em meio à crise criada com o retorno do Talibã ao poder ocorrido há uma semana. O total de mortos chega a 20, informou a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), formado por grandes potências mundiais como Estados Unidos, Reino Unido, França, Itália, entre outros. 


O aeroporto de Cabul tem sido um palco de cenas desesperadoras de pessoas tentam fugir do regime fundamentalista do grupo. Uma das piores foi a de pessoas se agarrando em aeronaves militares americanas e morrendo ou na queda, ou atropeladas pelo trem de pouso.

Desde o retorno do Talibã ao poder, milhares de pessoas não param de chegar ao aeroporto, onde Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido, entre outras nações, realizam operações para retiradas de seus diplomatas e cidadãos, além de muitos afegãos, que buscam sair do país por meio de represálias. 

As forças da Otan estão se mantendo distantes da área externa do aeroporto para evitar confrontos com o Talibã, informou um oficial da organização à agência Reuters. 

Aviões comerciais irão auxiliar na retirada de pessoas do Afeganistão

O governo de Joe Biden afirmou neste domingo, 22, que a Frota Aérea da Reserva Civil, como são chamados os aviões comerciais de empresas americanas são chamados para auxiliar no transporte de pessoas em áreas de conflito, irão auxiliar na retirada de pessoas do país afegão. Serão 18 aeronaves de companhias como United, American Airlines e Delta irão auxiliar neste trabalho. Essa é a terceira vez que a frota é ativada, sendo as outras duas vezes na Guerra do Golfo, em 1990, e na invasão do Iraque em 2002. 

Segundo informações das autoridades americanas, os EUA já retiraram 17 mil pessoas do Afeganistão desde o último domingo, 15, e as bases do país no Oriente Médio estão ficando cheias. 

Acordo para receber temporariamente os cidadãos retirados do Afeganistão

Na última sexta-feira, os EUA haviam anunciado um acordo com 12 países na Europa, no Oriente Médio e na Ásia Central, para auxiliarem na retirada de americanos e afegãos de Cabul, recebendo voos e abrigando temporariamente essas pessoas. Os seguintes países estão ou passarão a receber esses cidadãos americanos e afegãos retirados pelos EUA: Alemanha, Bahrein, Cazaquistão, Dinamarca, Emirados Árabes Unidos, Itália, Kuwait, Reino Unido, Catar, Tadjiquistão, Turquia e Uzbequistão.

*Com informações da agência Reuters. 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog