Lages institui 8 de julho como Dia Municipal em Memória às Vítimas Locais da Covid-19

O mais populoso município da Serra e maior em extensão territorial de Santa Catarina chora a perda de 498 vidas, enquanto na área da Associação dos Municípios da Região Serrana (Amures), com exceção de Lages, são 321 óbitos. 

Por DANIELE MENDES DE MELO da ASCOM PML 

Foto: ALINE BORBA / ASCOM PML

LAGES — Há quase um ano e quatro meses a pandemia do novo coronavírus acometia Lages e, pouco tempo depois, a Serra Catarinense, transformando o cotidiano de todos os aproximadamente 280 mil habitantes da região com inúmeras restrições e normas sanitárias, como o uso de máscara de proteção facial e álcool gel, distanciamento e isolamento social, lockdown e horários de operação reduzidos para a indústria, comércio e prestação de serviços.


Ao longo deste tempo, bebês, crianças, adolescentes, adultos e idosos lutaram e lutam pela vida em leitos de enfermaria e de Unidade de Terapia Intensiva com o uso de oxigênio ou intubados por ventilação mecânica para poderem respirar, algo simples de todo ser humano, mas complexo para quem está em uma cama hospitalar combatendo o vírus com estes dispositivos tecnológicos e intervenções por medicamentos.

Por outro lado, centenas de pessoas perderam a batalha e acabaram indo embora, deixando, para trás, companheiros, pais, filhos, irmãos, amigos e colegas de trabalho, os estudos, as companhias, o lazer, pessoas que eram e serão eternamente o amor e a saudade de alguém.

Lages está de luto. E para homenagear as pessoas que não venceram a guerra contra o vírus e tiveram sua passagem abreviada, a prefeitura do município de Lages, por intermédio da sanção pelo prefeito Antonio Ceron, instituiu a data de 8 de julho como o Dia Municipal em Memória às Vítimas Locais da Covid-19, oficializando a decisão através da Lei Municipal nº: 4.503, de 2 de julho de 2021.

A Lei foi anteriormente aprovada, ainda projeto de lei, pela Câmara de Vereadores, agora regulamentada pelo Poder Executivo. O Dia Municipal em Memória às Vítimas Locais da Covid-19 passa a fazer parte do Calendário Oficial de Eventos do Município.

Em lembrança aos 498 moradores de Lages falecidos em razão da infecção pelo novo coronavírus, por tantos outros que não conseguiram ultrapassar o obstáculo das sequelas e complicações decorrentes da doença e em solidariedade as suas famílias, o prefeito Antonio Ceron lamenta os episódios tão dolorosos a cada família lageana, presta seu apoio e reitera a disposição das estruturas da prefeitura, em saúde, psicologia e assistência social à comunidade. “Um ano atrás tivemos a primeira perda para a Covid em nossa cidade. Um golpe duro, como todas as que vieram depois. E embora o combate à pandemia seja travado no limite de nossas forças, sem trégua, não é possível ter o controle total da situação. A todos que perderam uma pessoa querida, o nosso abraço. Sentimos junto com vocês. E continuamos atuando em busca da imunização. Vacine-se. É por cada um. É por todos nós.”

Na região da Associação dos Municípios da Região Serrana (Amures), com exceção de Lages, são 321 óbitos. No Brasil já são 530.648 óbitos. Apesar do entristecimento e comoção causados pelas estatísticas em Lages, Santa Catarina e Brasil, a Secretaria da Saúde de Lages atua forte em um outro ângulo desta pandemia: A vida assegurada pela vacinação da população. O Boletim Epidemiológico da noite de quarta-feira (7 de julho), aponta os números conquistados com a vacinação. No município, já foram aplicadas 98.771 vacinas, divididas entre 78.312 de primeira dose, e 20.459 de segunda dose. As vacinas são CoronaVac (produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac), Astrazeneca/Fiocruz e Oxford, Pfizer e Janssen. Lages contabiliza 26.774 casos confirmados, 25.713 recuperados e 563 ativos atualmente.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog