Câmara aprova as contas da Prefeitura de Lages no exercício de 2019

Alguns vereadores fizeram ressalvas, mas decidiram pela aprovação. 

Do LD 

Foto: CÂMARA DE LAGES

LAGES — Em sessão ordinária na noite desta segunda-feira, 12, a Câmara de Vereadores de Lages em sua ordem do dia se dedicou para a votação das contas da Prefeitura de Lages no exercício de 2019, e seguindo o parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE-SC) e a Comissão de Finanças, Indústria, Agricultura, Comércio e Turismo, da Câmara, foram aprovadas pela Casa Legislativa.


Com a aprovação, o presidente da Câmara de Vereadores de Lages, Gerson Omar dos Santos (PSD) fica autorizado a expedir o competente Decreto Legislativo de aprovação, na qual passará a valer a partir de sua publicação.

Alguns vereadores mesmo votando favoravelmente, salientaram que faziam isso com ressalvas, entre eles Jair Junior (Podemos) e Suzana Duarte (Cidadania), que destacaram que o Município não cumpriu a lei que determina que seja universalizada a educação para 4 a 5 anos, ou seja, destacando que 92,41% das crianças nessa idade estão na escola, mas quase 8% das crianças estão fora da escola. "Quando a gente tem um IDEB na posição 269 entre 282 dos municípios avaliados no Estado, essa é um das responsáveis, não tem escola, mas aí faz empréstimo de R$ 50 milhões para asfaltamento, mais R$ 5 milhões para maquinário, mas o que o município deveria fornecer, o que as contas se preocupar que é escola para as crianças, infelizmente não é preocupação", destacou o vereador do Podemos. 

Já a vereadora Suzana Duarte (Cidadania) destacou que "as pessoas não são prioridade nesse governo. As coisas sim, mas as pessoas não, uma pena", reforçou a vereadora ao comentar sobre a fala do vereador Jair Junior a respeito da educação em Lages.  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog