No Mês do Meio Ambiente, acadêmicos lançam meios didáticos super modernos para revestir crianças e adolescentes de conhecimentos ecológicos

Bioma é um conjunto de vida vegetal e animal, constituído pelo agrupamento de tipos de vegetação que são próximos e que podem ser identificados em nível regional, com condições de geologia e clima semelhantes. No Brasil são seis tipos de biomas: Amazônia, Mata Atlântica, Cerrado, Caatinga, Pampa e Pantanal. 

Por DANIELE MENDES DE MELO da ASCOM PML

Foto: TONINHO VIEIRA / ARQUIVO / ASCOM PML

LAGESEnglobado pela urgência em colocar sobre a mesa conversas a respeito da preservação dos recursos naturais cruciais para a sobrevivência dos seres, o Mês do Meio Ambiente em Lages está oferecendo uma programação rodeada por diversificados assuntos, abraçando públicos distintos, por idealização da prefeitura de Lages, por intermédio da Secretaria de Serviços Públicos e Meio Ambiente, Parque Natural Municipal João José Theodoro da Costa Neto (Parnamul), Sala Verde Parnamul e Projeto Lixo Orgânico Zero (LOZ) com suporte e participação de instituições parceiras do evento. Os organizadores da agenda a ser desenvolvida durante todo o mês de junho selaram uma parceria com a turma de universitários da 9ª fase do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária do Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), através da professora mestre (MSc) Tamires Liza Deboni.


Instigados em provocar reflexão na geração atual, com vistas para a qualidade de vida no futuro, acadêmicos produziram brincadeiras, jogos (quizzes), podcasts e mapas interativos sobre biomas brasileiros e recursos hídricos para serem disponibilizados na rede social do Parque Natural Municipal João José Theodoro da Costa Neto (Parnamul) - pela página do Parque Natural no Facebook (Parque Natural Lages, em www.facebook.com), e também a serem encaminhados a professores para utilização em sala de aula com seus alunos, pois inúmeras atividades estão impedidas de exercitadas presencialmente em razão da pandemia do novo coronavírus, gerador da doença Covid-19.

Bioma é um conjunto de vida vegetal e animal, constituído pelo agrupamento de tipos de vegetação que são próximos e que podem ser identificados em nível regional, com condições de geologia e clima semelhantes e que, historicamente, sofreram os mesmos processos de formação da paisagem, resultando em uma diversidade de flora e fauna própria. No Brasil pode-se encontrar seis tipos de biomas: Amazônia, Mata Atlântica, cerrado, caatinga, pampa e Pantanal. São salutares não somente como recursos naturais no país, mas estão enfatizados como ambientes de grande riqueza natural no planeta Terra (Informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Educa - Jovens). Em Lages existe a Mata Atlântica, com espécies visualizadas no Parque Natural.

Os três métodos foram elaborados pela turma da 9ª fase de Engenharia Ambiental e Sanitária, na disciplina de Proteção e Recuperação Ambiental, com carga horária de 54 horas/aula (PROTE54). “Então pensamos em fazer alguns trabalhos de forma online, não somente palestras virtuais, de interatividade e diversão com mecanismos leves e ao alcance desta garotada digital, e que atingissem o maior número possível de público possível de crianças e adolescentes. Nosso agradecimento ao CAV/Udesc pela participação no Mês do Meio Ambiente, pois temos de valorizar este serviço feito de modo voluntário em favor da educação e do desenvolvimento de Lages”, defende a bióloga da Secretaria de Serviços Públicos e Meio Ambiente e do Parnamul, Michelle Pelozato.

O podcast Biomas do Brasil, com duração de 19 minutos e conteúdo para faixa etária livre, aguça a curiosidade das pessoas chamando-as para embarcarem em uma viagem pelos biomas do Brasil, conhecendo suas características e a sua relevância para o equilíbrio da natureza “com um rio curioso e interessado”. A dica é de que seja utilizado como contação de histórias e elaboração de encenações, e outros jeitos com criatividade. O podcast pode ser acessado aqui.

Já no mapa interativo, em que o público-alvo sugerido são crianças a partir de dez anos com auxílio de adultos ou professores e adultos e outros, em geral, é possível conhecer as nascentes de Lages, sua proteção e a localização de biomas. O convite é para um tour pelos biomas brasileiros para entender sobre a sua importância na conservação dos recursos hídricos.

O vídeo tutorial para aprender como utilizar as camadas do mapa interativo e de como abrir o mapa no Google Earth online está em aqui. E para baixar o mapa, seguindo o passo a passo do vídeo para abri-lo, pode ser acessado aqui. Aprendizagem vasta sobre a identificação dos cursos d'água na região está, aos interessados, aqui.

Os desenvolvedores apresentam duas dicas: O mapa pode ser utilizado como ferramenta de auxílio sobre biomas e/ou recursos hídricos. Pode-se habilitar e desabilitar as funções no mapa e verificar-se as faixas de aplicativo (app) de todas as nascentes do município. Ou os professores podem abrir o mapa, compartilhar a tela (em aulas remotas - online) e mostrarem a interação para os alunos.

Por fim, para acessar o quiz dos biomas, por crianças a partir de dez anos, apenas deve-se clicar aqui, inserir o nome ou apelido e começar a jogar. São dez perguntas para testar o conhecimento sobre os biomas brasileiros. A nota é para, quando em ambiente escolar, o professor fazer uma aula explicação prévia sobre os biomas brasileiros e utilizá-lo para fixação.

E o Mês do Meio Ambiente completo?

O Dia Mundial do Meio Ambiente é exaltado em 5 de junho e um dia antes (4), o Parque Natural de Lages completou seus 24 anos. Em face das restrições sanitárias ocasionadas pela pandemia do novo coronavírus, gerador da doença Covid-19, como a coibição de aglomerações de pessoas, e em decorrência de outros cuidados primordiais contra o avanço do contágio, grande parte da agenda será praticada de modo remoto (online), e somente as oficinas de compostagem estão em realização presencialmente, em escolas, com distanciamento social seguro e utilização de máscaras de proteção facial. No calendário serão dez datas ao todo (5, 7, 9, 14, 15, 21, 22, 23, 28 e 30), com lives temáticas. Os temas a serem abordados nas lives do Mês do Meio Ambiente são arborização urbana e o conforto térmico em Lages; restauração florestal: Conceitos, abordagens e metas; o papel das Unidades de Conservação (U.Cs.) para o meio ambiente e sociedade; crimes contra a flora na Serra Catarinense; canto, mas não encanto; a importância da educação ambiental; turismo ecológico e educação ambiental da comunidade do entorno de uma Unidade de Conservação (U.C.); Projeto Tampets, e a Mata Atlântica e o Parnamul.

Além de o público poder interagir nas transmissões ao vivo (lives), estas ficarão disponíveis, e poderão ser compartilhadas para que mais pessoas possam ter acesso a estes conhecimentos. Está assegurado assistir pela página do Parque Natural Municipal João José Theodoro da Costa Neto (Parnamul) no Facebook (Parque Natural Lages, em www.facebook.com).

Entre os dias 1º e 30 de junho haverá oficinas de compostagem nas escolas e orientações à população, pelo Projeto Lixo Orgânico Zero (LOZ). A oficina de produção de mudas aconteceu nos dias 1º, 2 e 11, pela manhã, no Horto Municipal de Cultivo de Hortaliças e Temperos, no bairro Guarujá.

A Sala Verde Parnamul, localizada fisicamente no Parque Natural, bairro São Paulo, está com diferenciações em 2021, são as lives palestra: Dias 7, 21 e 23, em que alguns pesquisadores que realizam ou realizaram suas pesquisas no Parque, vêm contar para o público como foi este trabalho. No dia 7 o tema foi Arborização urbana e o conforto térmico urbano em Lages, com o engenheiro florestal, Gabriel Mancini Antunes da Silva; dia 21 será Canto, mas não encanto, com o biólogo, Victor Mores Zucchetti, e no dia 23, Turismo ecológico e educação ambiental da comunidade do entorno de uma Unidade de Conservação (U.C.), com a turismóloga, Diana Damasceno Felisbino.

Parque Natural de Lages: Para apreciar e respeitar sua esplendorosa riqueza natural e biodiversidade

Com uma área de 234,42 hectares, o Parque Natural Municipal João José Theodoro da Costa Neto (Parnamul) consiste em uma Unidade de Conservação (U.C.) de Proteção Integral, criada através da Lei nº: 59, de 1997, com biodiversidade em que já foi identificada a presença de 168 espécies de pássaros, nove de répteis, 21 mamíferos e 98 espécies de plantas. Entre as espécies ameaçadas de extinção estão animais - papagaio de peito roxo, papagaio charão, sebinho peito camurça, negrinho da mata, bugio, gralha azule variedade de serpentes, e as plantas araucária, imbuia, xaxim, ingá, guabiroba, araçá do mato, bracatinga, maria mole, canela lageana, pixirica e carne de vaca. São sete as suas trilhas georreferenciadas, variantes em tamanho e grau de dificuldade. As pontes de madeira, cachoeira e pequenos riachos deixam o local ainda mais agradável.

O Parque passou por uma revitalização e reestruturação recentemente, com orientações e melhor organização propostas a pesquisadores; estudantes de ensino infantil, fundamental, médio, técnico, superior e especialização; visitantes, e turistas. No site www.parquenaturaldelages.com.br mais informações podem ser absorvidas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog