Matriz de Risco aponta todas as 16 regiões de Santa Catarina em situação gravíssima

Após semanas de situação grave, a Grande Florianópolis volta a ficar em situação gravíssima assim como o Nordeste e o Médio Vale do Itajaí também voltaram para o nível gravíssimo após uma semana. 

Do LD

Foto: SES

LAGES - A Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgou na manhã deste sábado, 12, a atualização da Matriz de Risco Potencial da Covid-19 em Santa Catarina, e aponta uma piora em relação à semana passada, quando 13 regiões estavam no nível gravíssimo e três no nível grave (cor laranja). Na atualização desta semana, todas as 16 regiões estão no nível gravíssimo (cor vermelha). 


Segundo a matriz, uma das maiores preocupações continua sendo a capacidade de atenção, que avalia a taxa de ocupação de UTIs no Estado. Todas as regiões de saúde foram avaliadas com risco máximo (nota 4). 

De acordo com a diretora de Tecnologia da Informação e Governança Eletrônica da SES, Bianca Vieira, a tendência é de evolução para situação ainda mais grave. "É possível que estejamos entrando em nova onda, reforçada pela queda das temperaturas que afeta a imunidade geral da população. É importante reforçar à população a necessidade de se vacinar, independentemente da vacina disponível, pois talvez estejamos à frente de uma das maiores ondas no estado de Santa Catarina, sem ainda termos nos recuperado dos impactos causados pela última onda de fevereiro e março no sistema hospitalar", destaca. 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog