Elaine Moraes como presidente e Jair Junior como relator na CPI do terreno que seria destinada a Sinotruk

Primeira reunião definiu as atribuições de cada membro na comissão que visa apurar denúncias de supostas irregularidades envolvendo o terreno onde seria instalada a fábrica de caminhões. 

Do LD

Foto: JAMES TAVARES / ARQUIVO SECOM

LAGES - Ocorreu na tarde de ontem, quarta-feira (2), a primeira reunião dos membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que foi formada para apurar denúncias de supostas irregularidades envolvendo o terreno que a Prefeitura de Lages destinaria para a fábrica de caminhões chinesa Sinotruk, a qual nunca se concretizou, e nesta reunião foi definida as atribuições de cada membro na CPI. 


A reunião foi conduzida pelo vereador Agnelo Miranda (PSD) por ser o mais velho dentre os membros, e foi definido que a vereadora Elaine Moraes (Cidadania) será a presidente e terá como relator o vereador Jair Junior (Podemos). Formam a comissão ainda os vereadores Agnelo Miranda, Katsumi Yamaguchi (Progressistas) e Nei Casa Nossa (PSL). 

Entre as denúncias que deverão ser apuradas pela comissão está a de que supostamente um funcionário comissionado da Prefeitura de Lages teria construído uma casa no terreno e estaria residindo no local, e utilizando o terreno para a criação de gado e plantação de milho. 


Comentários