Em protesto contra donos do clube, torcedores do Manchester United invadem estádio

Invasão ocorreu antes da partida que seria disputada contra o Liverpool pela Premier League, e acabou sendo adiado para outra data.

Lages/SC

Foto: OLI SCARFF / AFP

Cerca de 200 torcedores do Manchester United invadiram o gramado do estádio Old Trafford na tarde (horário local) e manhã (horário de Brasília) deste domingo, 2, antes da partida contra o Liverpool, pela 34ª rodada da Premier League, em protesto contra os donos do clube, a família americana Glazer.


A partida contra o time do Liverpool que estava prevista para começar às 12h30 (horário de Brasília), precisou ser adiada para uma outra data, ainda não marcada. 

Com o adiamento da partida, a definição do campeonato também fica adiata, já que se o Liverpool ganhasse do vice-líder Manchester United, o título seria garantido matematicamente ao rival do United, o Manchester City que está na liderança com 80 pontos, 13 a mais que o United. 

Além da manifestação que ocorria nos arredores do estádio e que um grupo conseguiu furar o bloqueio de segurança e invadir o gramado, um outro grupo de torcedores se manifestavam no hotel onde estavam hospedados os jogadores do United, na tentativa de impedir a saída do ônibus do local. 

A relação entre os torcedores e a família Glazer, no controle do clube desde 2005 nunca foi boa, mas se acirrou ainda mais depois do anúncio da criação da Superliga, competição que reuniria os 12 clubes mais ricos do continente, sendo o Manchester United um dos fundadores. 

Dois dias depois do anúncio da criação, o Manchester United assim como os outros clubes ingleses (Chelsea, Manchester City e Tottenham) anunciou a saída da Superliga diante dos protestos, e anunciou a saída no final do ano de Ed Woodward, vice-presidente executivo e representante da família Glazer no clube.

Comentários