AT&T confirma venda de operações de mídia, entre elas os estúdios Warner, para a Discovery

Se aprovada por acionistas da Discovery e por órgãos regulatórios dos Estados Unidos, nova companhia deve se tornar a segunda maior, atrás apenas da Disney, e a frente de Netflix e NBCUniversal. 

Do LD
Lages/SC

Canais que formarão a nova companhia. (Foto: DIVULGAÇÃO)

O mundo dos negócios e do entretenimento está em ebulição nesta segunda-feira, 17, após a operadora de telefonia móvel AT&T e a Discovery confirmarem que foi fechado acordo para promover a cisão da divisão de mídia da AT&T, a WarnerMedia e fundi-la com a programadora rival Discovery. 

A nova companhia a ser formada combinará a HBO, os estúdios Warner, a CNN, TNT, TBS, Cinemax, Cartoon Network, Boomerang, entre outras, da Warner Media, e ainda os canais a cabo que exigem realities como o OWN, de Oprah Winfrey, HGTV, Food Network, Animal Planet, além dos canais Discovery Channel, Turbo, entre outros. 

Caso a cisão seja aprovada pelos acionistas da Discovery e também por órgãos regulatórios dos Estados Unidos, a companhia se tornará a segunda maior do mundo, atrás apenas da Disney, e ficando a frente de Netflix e NBCUniversal. A previsão, segundo as empresas, é que os trâmites sejam concluídos até metade do ano que vem. 

Atualmente, a WarnerMedia é dirigida por Jason Kilar, um dos pioneiros dos serviços de streaming, e primeiro presidente-executivo do serviço de streaming Hulu. A Discovery está há 14 anos sob o comando de David Zaslav, 60, que ajudou a transformá-la em uma gigante dos realities. Zaslav ficará à frente da nova companhia. 

A nova companhia criaria uma gigante da mídia com formato novo, que continuaria vivendo dos lucros dos serviços de TV a cabo, mas investiria esses lucros (e mais) em serviços de streaming. 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog