Ator Paulo Gustavo, morre aos 42 anos, vítima de complicações decorrentes da Covid-19

Ator conhecido por interpretar a "Dona Hermínia" na peça e nos filmes "Minha Mãe é uma Peça" estava internado desde o dia 13 de março em um hospital do Rio de Janeiro. 

Do LD
Lages/SC

Foto: DIVULGAÇÃO

A notícia que todo mundo torcia para não ocorrer, infelizmente aconteceu na noite desta terça-feira, 4. O ator Paulo Gustavo, de 42 anos, teve a morte confirmada pelo hospital onde estava internado desde o dia 13 de março. As causas da morte são complicações decorrentes da Covid-19. 


Paulo Gustavo, ficou conhecido por dar vida a personagem "Dona Hermínia", inspirada em sua mãe, na peça e que posteriormente ganhou às telonas "Minha Mãe é uma Peça", atualmente o último filme da trilogia é o que mais arrecadou na bilheteria nacional com mais de 22 milhões de ingressos vendidos, com uma renda bruta de R$ 143,9 milhões. 

Em sua trajetória de 15 anos, saindo do anonimato para o estrelato nacional, teve passagens por marcantes em filmes e séries. Apresentou de 2011 a 2016, o programa "220 Volts", do Multishow, na qual interpretava diversos de seus personagens. No mesmo canal também foi um dos astros do humorístico "Vai que Cola" que atualmente também está sendo exibido na TV Globo. 

Paulo Gustavo Amaral Monteiro de Barros nasceu em Niterói, no Rio de Janeiro, em 30 de outubro de 1978. Ele se formou em artes cênicas em 2005 pela Casa de Artes Laranjeiras, na capital fluminense. Entre seus colegas de turma estavam Fábio Porchat e Marcus Majella. 

Sua personagem de maior sucesso é sem dúvidas a Dona Hermínia, inspirada em sua própria mãe, Déa Lúcia Vieira Amaral. A personagem surgiu logo em sua estreia profissional, na peça "Surto", encenada no Rio em 2004. Não demorou para estrelar seu próprio espetáculo, a partir de 2006 — no monólogo "Minha Mãe é uma Peça", que rodou pelo Brasil durante anos. Em 2014, o filme ganharia as telonas com o primeiro filme de uma trilogia. Os outros dois surgiriam em 2017 e 2019. 

Também teve passagens por filmes como "Divã", em 2009, estrelado pela atriz Lília Cabral e "Minha Vida em Marte" (2018), ao lado da atriz Mônica Martelli, sequência de "Os homens são de Marte"

Casado desde 2015 com o dermatologista Thales Bretas, o ator deixa os filhos Gael e Romeu, nascidos em 2019, através de barrigas de aluguel, além de uma legião de fãs espalhados em todo o país e mundo. 

Comentários