#LDnaHistória: 11 de abril

Veja os acontecimentos que marcaram essa data na história. 

Do LD
Lages/SC


O dia 11 de abril foi marcado por grandes acontecimentos como um tiroteio envolvendo dois criminosos contra agentes do FBI, que acabou provocando uma mudança nos equipamentos utilizados pelos agentes após mesmo estando em maior número atuarem praticamente na defensiva contra os dois suspeitos. Além disso, a data foi marcada pelo golpe de Estado contra à época, presidente da Venezuela, Hugo Chávez; a escolha de Humberto Castelo Branco em 1964 como presidente do Brasil no início do regime militar, e ainda um terremoto de 8,2 graus na Escala Richter atinge a Indonésia em 2012. Confira abaixo, os fatos históricos desse dia: 

1034 

  • O imperador Romano III Argiro é afogado em seu banho por ordem da imperatriz Zoé. 

1689 

  • Guilherme III e Maria II são coroados como soberanos conjuntos da Grã-Bretanha. 

1814 

  • O Tratado de Fontainebleau põe fim à Guerra da Sexta Coligação contra Napoleão Bonaparte, e obriga-o a abdicar incondicionalmente pela primeira vez. 

1888

  • É inaugurado o Concertgebouw, em Amsterdã, considerada uma das três melhores salas de concerto do mundo. 

1926

  • Fundado o município de Cafelândia, no interior de São Paulo. 

1963 

  • O Papa João XXIII publica a Pacem in Terris, a primeira encíclica dirigida a todos, em vez de somente aos católicos. 

1964 

  • O candidato de consenso Humberto Castelo Branco é eleito presidente do Brasil por uma sessão conjunto do Congresso Nacional.
  • Fundado o município de Tapejara, no interior do Paraná.
À direita da imagem, o presidente Castello Branco. (Foto: CPDOC / FGV)

1976 
  • Criação do computador pessoal Apple I
1986 

  • Um tiroteio em plena luz do dia no Condado de Miami-Dade, na Flórida, entre dois ladrões de carros blindados e oito agentes do FBI, terminando com os dois suspeitos e dois agentes mortos. O episódio é considerado um infame na história do FBI — o equivalente à Polícia Federal no Brasil —, pois mesmo que estivessem em maior número, os agentes foram surpreendidos pela esmagadora superioridade das armas dos assaltantes que usavam rifles de assalto, o que forçou os policiais a permanecerem na defensiva e não conseguir responder de forma efetiva. Embora os suspeitos tenham sido alvejados várias vezes durante o tiroteio, um deles insistiu lutando e conseguiu matar e ferir vários agentes. O confronto fez com que os departamentos policiais dos Estados Unidos se armassem melhor. 

2002 

  • Mais de duzentas mil pessoas marcham em Caracas em direção ao palácio presidencial de Miraflores, para exigir a renúncia do presidente Hugo Chávez (1954-2013). 19 dos manifestantes são mortos, e o ministro da Defesa, general Lucas Rincón anuncia a renúncia de Hugo Chávez pela TV Nacional, porém após alguns dias, militares pró-Chávez fazem um contra golpe e retomam o poder a favor de Hugo Chávez. 
  • Atentado terrorista contra a sinagoga de la Ghriba na Tunísia mata 19 pessoas e fere outras 30. 

2011

  • A crise na Costa do Marfim chega ao fim, depois de meses de luta, com a prisão do ex-presidente Laurent Gbagbo. 
  • Uma explosão no metrô de Minsk, na Bielorrúsia, mata 15 pessoas e fere outras 204.

2012 

  • Um terremoto de 8,2 graus na escala Richter atinge a costa ocidental da Indonésia, próximo à província de Aceh, a uma profundidade de 16,4 km. 

2018 

  • Um Ilyushin II-76, que era de propriedade e operado pela Força Aérea argelina, cai perto de Boufarik, na Argélia, matando 257 pessoas. 

2019 

  • Omar al-Bashir é deposto como presidente do Sudão em um golpe de Estado depois de quase 30 anos no cargo, em meio a protestos em massa contra seu governo. 
  • Beresheet, de Israel, se torna a primeira missão espacial privada a alcançar a Lua, mas cai durante a tentativa de pouso. 
  • Julian Assange, fundador do WikiLeaks, é preso pela polícia britânica na embaixada equatoriana em Londres, em nome de autoridades dos Estados Unidos que buscam a sua extradição. 
Julian Assange é preso na Embaixada do Equador, em Londres. (Foto: HANNAH MCKAY / REUTERS)

Comentários