Conselho Superior do IFSC autoriza retorno presencial para atividades de pesquisa a partir de 17 de maio

Os câmpus devem tomar suas decisões de acordo com a situação sanitária de cada localidade. 

Por ASCOM IFSC
Florianópolis/SC

Foto: MAURÍCIO SANTOS / LD

Em reunião realizada nesta segunda-feira (26), o Conselho Superior (Consup) do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) deliberou pela manutenção da suspensão das atividades presenciais acadêmicas e administrativas até 16 de maio. Assim, o IFSC permanece na Fase 0 do plano de contingência.


O Consup também autorizou os Colegiados dos Câmpus a decidirem pelo acionamento da Fase 1 da Política de Segurança Sanitária (PSS) a partir do dia 17 de maio. Os câmpus devem tomar suas decisões de acordo com a situação sanitária de cada localidade.

A Fase 1 possibilita o retorno de estudantes formandos de cursos superiores e de pós-graduação, bem como de seus professores, para a realização de experimentos indispensáveis para a conclusão de Trabalhos de Conclusão de Cursos (TCCs) ou cumprimento de prazos de projetos de pesquisa. A volta dos estudantes é facultativa. 

Para acionar a Fase 1, os câmpus devem cumprir os protocolos biossanitários como uso de EPIs, limpeza e desinfecção e escalonamento no uso dos laboratórios. Segundo relatório apresentado pelo Comitê Técnico-Científico (CTC) do IFSC, o público que poderá retornar às atividades presenciais representa de 0,2% a 4,62% do total da comunidade acadêmica de cada câmpus.

Mesmo após a deflagração da Fase 1, as demais atividades acadêmicas continuam sendo realizadas de forma remota, por meio das Atividades Não Presenciais (ANPs).

Comentários