Secretaria de Assistência Social recebe três veículos e duas câmaras frias

O repasse do governo do Estado tem como objetivo fortalecer e proporcionar sustentabilidade às cadeias produtivas da agricultura familiar e empreendimento da economia solidária. 

Por ALINE TIVES da ASCOM PML
Lages/SC

Foto: SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL 

Após solicitação e demonstração de resultados, a Secretaria Municipal de Assistência Social firma parceria com o Governo de Santa Catarina. Lages foi contemplada com três veículos e duas câmaras frias que irão auxiliar no trabalho realizado pelo Banco de Alimentos. O repasse tem como objetivo fortalecer e proporcionar sustentabilidade às cadeias produtivas da agricultura familiar e empreendimentos da economia solidária.


O secretário de Assistência Social, Jean Pierre, destaca que os equipamentos recebidos irão proporcionar mais agilidade da distribuição dos alimentos às famílias que necessitam. “Diante desse momento difícil de pandemia, ficamos muito felizes em trazer boas notícias. Estes investimentos devem fomentar ainda mais o trabalho da Assistência Social, fortalecer os serviços oferecidos pelo Banco de Alimentos e garantir rapidez na entrega dos alimentos”, diz.

Conheça o trabalho do Banco de Alimentos

O Banco de Alimentos tem como objetivo principal combater o desperdício de alimentos na cadeia produtiva, principalmente na agricultura familiar e também prover a segurança alimentar e nutricional das famílias e ou indivíduos que se encontram em situação de vulnerabilidade social e insegurança alimentar.

Os alimentos recebidos no banco têm duas modalidades de entrada; sendo através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), onde estão inseridas as cooperativas de Lages e região; ou por doações de supermercados, fruteiras, produtores que estiveram excedentes de produção e agroindústrias. Conforme o recebimento dos alimentos, os mesmos são distribuídos para a rede socioassistencial e intersetorial que estão cadastradas no banco de alimentos.

Atualmente o Banco de Alimentos atende os 54 bairros através das associações de moradores, 45 organizações da sociedade civil e todos os equipamentos socioassistenciais  sendo os oito Centros de Referência de Assistência Social (Cras), três Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), um Centro de Referência Especializado para a População em Situação de Rua (Centro Pop), dois Serviços de Acolhimento Institucional para Crianças e Adolescentes (Saica), um Serviço de acolhimento para Pessoas Adultas e suas Famílias e uma Cozinha Comunitária.

Todas as organizações da rede socioassistencial e intersetorial recebem acompanhamento e orientações através de visita técnica realizada pelo assistente social e nutricionista com o objetivo de manter assegurado que a organização receptora dos alimentos organize e direcione os mesmos para usuários e beneficiários em situação de insegurança alimentar e nutricional.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog