Prefeitos da Amures se reúnem nesta segunda-feira (8) para definir medidas restritivas

Tendência é de que os 17 demais municípios que formam a Amures sigam o que foi definido em Lages, ou seja, o lockdown seja estendido para toda a Serra Catarinense. 

Do LD
Lages/SC

Arte: EDITORIA DE ARTE / LD

Lages publicou decreto neste domingo, 7, determinando o lockdown por seis dias, começando a 00h da próxima terça-feira (9) e seguindo até às 23h59 do dia 15 de março, e a tendência é de que outros municípios, senão todos, da região da Associação dos Municípios da Região Serrana (Amures) adotem a mesma linha e definam em reunião nesta segunda-feira (8), pelo lockdown em toda a Serra Catarinense. 


A situação é preocupante em toda a região. Em Lages, maior cidade da região, a taxa de ocupação dos leitos de UTI Geral e UTI Covid-19 está em 100%, além de quase 100% de ocupação dos leitos de enfermaria. Situação não muito diferente de outros municípios como São Joaquim, Otacílio Costa e Bom Retiro, que chegaram a ativar novos leitos de enfermaria para atender casos de Covid-19, mas assim como todos os demais municípios da região, precisam dos leitos de UTI da rede hospitalar de Lages, que chegou ao seu limite há praticamente uma semana. 

Com os números em mãos, os prefeitos da região se reunirão nesta segunda-feira, de forma virtual para deliberar sobre a situação e a tendência é de que eles sigam o que foi determinado em Lages. O prefeito de São Joaquim, Giovani Nunes (PSL) já antecipou que a cidade também irá adotar o lockdown a partir da próxima terça-feira (9), fechando atividades consideradas não essenciais.

Comentários