Em janeiro, SC cresce acima da média nacional e tem alta de 3,7% no setor de serviços

Os dados foram divulgados nesta terça-feira (9), na Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do IBGE. 

Por MARIANE LIDORIO da ASCOM SDE
Florianópolis/SC

Foto: RICARDO WOLFFENBÜTTEL / SECOM

Um dos setores mais afetados pela pandemia do novo coronavírus em Santa Catarina, o de serviços, fechou janeiro com alta de 3,7% em volume frente ao mesmo mês de 2020. O desempenho do Estado foi bem acima da média nacional (-4,7%) e o melhor da região Sul, já que Paraná (-9,2%) e Rio Grande do Sul (-9,1%) apresentaram queda. Os dados foram divulgados nesta terça-feira, 09, na Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do IBGE.


Os dados positivos da variação mensal de janeiro em Santa Catarina foram puxados, principalmente, pelos serviços profissionais, administrativos e complementares (31,1%); informação e comunicação (8,7%); transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (0,8%), outros serviços (0,8%). A única queda foi nos prestados às famílias (-22,5%).

“O crescimento em janeiro nos mostra a importância e a força da representatividade catarinense neste momento pandêmico em que atravessamos. Crescemos quase que na mesma proporção em que a média nacional caiu. Este dado é muito relevante neste momento desafiador. Mostra que podemos avançar e nos inspira a continuar nesta trajetória trabalhando em conjunto para medidas e ações que gerem oportunidades e segurança ao catarinense”, declara o Secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), Luciano Buligon.”, declara o Secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), Luciano Buligon.

SC também avança na comparação com dezembro

Quando comparado com dezembro de 2020, Santa Catarina também avançou (2%) no setor de serviços. É o melhor resultado catarinense desde setembro e superior ao crescimento nacional, de 0,6%. Já em relação ao indicador de receita nominal, o acréscimo do Estado foi de 1,2%, terceiro maior resultado do país.

Já no acumulado de 12 meses, o setor de serviços catarinense apresentou queda de 3,7%. No país, a baixa nessa comparação foi ainda maior, alcançando queda de 8,3%.

Atividades Turísticas

Tanto o volume quanto a receita nominal das atividades turísticas no Estado catarinense apresentaram resultados 4,3% maiores em janeiro de 2021, do que os registrados em dezembro do último ano. Os resultados também são superiores à média nacional, que avançou 0,7% em volume e recuou 2,2% em receita nominal.

Comentários