Coronavírus: idosos acima de 80 anos são vacinados em Lages

A vacinação em sistema drive-thru começou às 9h e vai até as 21h desta segunda, terça, quarta e quinta-feira (1, 2, 3 e 4 de março). Idosos com 85 anos ou mais que ainda não tenham se vacinado, poderão ir até o local entre segunda e quarta-feira. 

Por ALINE TIVES da ASCOM PML
Lages/SC

Fotos: TONINHO VIEIRA / ASCOM PML

Logo nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira (1° de março), uma fila quilométrica de veículos começava a se formar em frente ao Parque de Exposições Conta Dinheiro. A notícia de que hoje seria iniciada a vacinação contra a Covid-19 em idosos de 80 a 84 anos em Lages, atraiu centenas de pessoas em busca da imunização. A fila ficou gigante e chegou até o cruzamento da rua Independência com a rua Paulo de Liz, aos fundos do parque.


A vacinação em sistema drive-thru começou às 9h e vai até as 21h desta segunda, e segue no mesmo horário nesta terça, quarta e quinta-feira (2,3 e 4 de março). A ação está sendo realizada pela Secretaria Municipal da Saúde em um dos pavilhões do Parque de Exposições, cedido pelo Sindicato Rural de Lages. Ao acessar o parque, senhas estão sendo distribuídas para agilizar o processo. É necessário apresentar documento oficial com foto e o Cartão SUS ou CPF para ser vacinado.

Nesta etapa foram disponibilizadas através da Regional de Saúde um novo lote com 1.650 doses da vacina Oxford/AstraZeneca e de 1.160 doses da CoronaVac. O intervalo mínimo entre a primeira e a segunda dose da vacina da CoronaVAc deve ser de 21 dias e da Oxford/AstraZeneca de 90 dias.

Exclusivamente na quinta-feira (4), o local estará aberto para os idosos com 90 anos ou mais que já receberam a primeira dose da vacina no dia 11 de fevereiro e precisam tomar a segunda dose, respeitando o intervalo de tempo. Além desse público, os idosos com 85 anos ou mais que ainda não tenham se vacinado, poderão acessar o drive-thru entre a segunda e quarta-feira.


Uma dose de esperança

Não se ouvia outra coisa entre os idosos vacinados do que palavras de alívio e esperança. “A cura vem aí”, dizia um deles. O senhor Delmar Silva, 81 anos, disse que torcia muito para este momento chegar. Ele, que já foi infectado há cerca de um mês, temia um novo contágio e também pensa em proteger sua família. “Graças a Deus tive sintomas leves. Fiquei dez dias em casa e passou, mas ainda tinha muito medo devido a essa nova variante do vírus”, desabafa.

Outro com um sorriso que transparecia nos olhos de tanta felicidade era o senhor Reno Rogério de Camargo, de 85 anos. “Estou muito alegre e feliz. Este é o bálsamo da esperança de que teremos uma vida mais tranqüila”, diz.

Muitos familiares chegavam desconfiados devido às notícias de fraudes divulgadas na imprensa. Logo pediam à enfermeira que mostrasse o líquido na seringa e depois ela vazia. O pedido era prontamente atendido pelas profissionais.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog