Parceria entre Secretaria da Agricultura e Pesca e Epagri viabiliza melhorias estruturais aos produtores da Feira da Agricultura Familiar de Lages

As feiras são realizadas às terças-feiras no Parque Jonas Ramos (Tanque), quartas-feiras no Largo da Catedral Diocesana, e às sextas-feiras na Praça Vidal  Ramos Sênior, ao lado do Terminal Urbano, no horário das 07h30 às 17h. Há também feiras desenvolvidas em frente a Estádio Municipal, Praça do Terminal Urbano, no CAV e Uniplac. 

Por DANIELE MENDES DE MELO da ASCOM PML
Lages/SC

Fotos: TONINHO VIEIRA / ASCOM PML

Sentar-se à mesa todos os dias para saborear um nutritivo, rico e colorido prato de alimentos cultivados na terra pode ser uma experiência de autocuidado permanente com a saúde, contudo, nem sempre as pessoas levam em consideração o caminho árduo até que a comida chegue em suas casas. Os agricultores têm de enfrentar todos os percalços para garantir o sustento das milhões de famílias brasileiras e o seu próprio. A agricultura depende de terra fértil, insumos de qualidade, adubação constante, irrigação com regularidade e na medida certa, pois tudo em excesso é prejudicial.


A prefeitura do município de Lages, através da Secretaria da Agricultura e Pesca, e a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Epagri), buscam, de acordo com as suas possibilidades, contribuir com este segmento tão salutar para a sociedade, pois é a agricultura que produz alimentos às famílias, supermercados, restaurantes, lanchonetes, bares, food-trucks e feiras livres. A contribuição compõe-se de visitas técnicas às propriedades rurais, projetos de custeio e investimento, bem como acompanhamento na realização das Feiras da Agricultura Familiar, sobre as quais foram observados alguns problemas e constatada a necessidade de substituição de algumas barracas danificadas, para ser alcançada a melhoria da estrutura de exposição dos produtos e do atendimento ao consumidor.

Foram elaborados sete projetos, financiados pela Secretaria de Estado da Agricultura e Pesca, com prazo de pagamento de cinco anos e sem juros, que proporcionam, ao agricultor, viabilizar algumas melhorias e avanços nas suas atividades produtivas. Desta forma, foram aplicados R$ 40.134,20 em recursos do Fundo Estadual de Desenvolvimento Rural para estes feirantes. Estes projetos contemplam a aquisição de sete barracas com proteções laterais, cinco mesas para exposição dos produtos, duas balanças digitais, caixas plásticas para armazenamento e transporte, filme plástico para reforma de estufas, bomba e mangueira de irrigação.


De modo paralelo, a Secretaria da Agricultura e Pesca cedeu cinco barracas para feirantes que as perderam em decorrência das fortes chuvas e ventos ocorridos ao longo do ano de 2020.  Também forneceu filme plástico para estufas em razão da ocorrência do ciclone no ano passado.


O secretário de Agricultura e Pesca de Lages, Thiago Cordeiro, enfatiza o suporte prestado aos produtores como valorização e progresso do trabalho e para sua expansão. “Estes feirantes são visitados frequentemente por técnicos, para que sejam verificadas suas demandas de estrutura produtiva, comercialização e de assistência técnica. A Secretaria Municipal da Agricultura e Pesca e o Escritório Municipal da Epagri de Lages estão em sintonia para observar as carências dos agricultores do município, buscando soluções e recursos financeiros para atendê-los nas áreas econômica, social e ambiental.”

Já o extensionista rural da Epagri, José Luís Martins Alves, lembra que, “para muitas destas famílias a renda obtida com estas feiras é fundamental para o seu sustento, assegurando a permanência deles na propriedade rural. Além disto, permite aos consumidores de Lages adquirirem produtos de qualidade, propiciando uma alimentação mais saudável a preços acessíveis”. A equipe responsável pelo acompanhamento às Feiras da Agricultura Familiar é constituída pelo extensionista rural da Epagri, José Luís Martins Alves; extensionista social da Epagri, Vanessa Melo, e a engenheira agrônoma da Secretaria da Agricultura e Pesca, Josie Moraes Mota.

Aproveite e compre nas Feiras da Agricultura Familiar

Nas Feiras da Agricultura Familiar são comercializados hortifrutigranjeiros, salames, mel, melado, geleias e doces, chás, Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANCs), grãos, pães, bolachas e cucas, artesanato em pano e crochê, todos produzidos pela agricultura familiar. As hortaliças são orgânicas. Participam destas feiras 18 famílias dos municípios de Lages - localidades Santa Terezinha do Salto, Santa Terezinha do Boqueirão e Morro do Posto - e também de Correia Pinto, Capão Alto e Bocaina do Sul.

As feiras são realizadas às terças-feiras no Parque Jonas Ramos (Tanque), às quartas-feiras no Largo da Catedral Diocesana, e às sextas-feiras na Praça Vidal Ramos Sênior, ao lado do Terminal Urbano, no horário das 7h30min às 17h, sendo estas organizadas pela Secretaria Municipal da Agricultura e Pesca. A Feira da Agricultura Familiar, realizada em frente ao Estádio Municipal Vidal Ramos Júnior, é organizada há mais de dez anos pelos próprios agricultores, com estruturas doadas pela Secretaria Municipal da Agricultura e Pesca no início de sua implantação.

A Feira do Terminal Urbano também é organizada pela Economia Solidária. As feiras realizadas no Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV) e na Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac) são organizadas por outras instituições. 

Lages Diário

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog