Ampliação do Presídio Masculino de Lages é discutida entre prefeito e autoridades da segurança pública

A pauta da ampliação foi discutida devido a superlotação da unidade localizada no bairro Santa Clara, na zona Sul de Lages, e que tem capacidade para abrigar 344 apenados, e atualmente conta com 543. 

Lages/SC

Foto: GREIK PACHECO / ASCOM PML

Na manhã desta sexta-feira, 26, o prefeito Antonio Ceron (PSD) esteve reunido, em seu gabinete, com o Secretário de Estado da Administração Prisional e Sócio Educativa, Leandro Lima, e com o diretor do Presídio Masculino de Lages, Márcio de Oliveira, além do presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB/Lages, Dr. Afrânio Tadeu Ramos Camargo. 


A superlotação de ambos os presídios da cidade, tanto o do bairro São Cristóvão, na região central da cidade, quanto o do bairro Santa Clara, na zona Sul, este último com 543 presos, sendo que a capacidade e´ de 344, é motivo de preocupação por parte das autoridades locais, e por isso, na reunião foi discutida a ampliação deste presídio, através de um terreno anexo à instituição que seria negociado através do Município. 

"A situação [superlotação] está caótica, as pessoas dormem no chão. Com a superlotação nunca existirá uma reeducação, pois vira bagunça e se torna perigoso até mesmo para os agentes penitenciários e para a sociedade como um todo."

Dr. Afrânio Tadeu Ramos Camargo, presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB/Lages.  

 
A ideia é que juntamente da ampliação do presídio, futuramente também possa ser implantada uma indústria para que os presos possam ter força de trabalho. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog