Lages se despede de João Argon Preto de Oliveira

Engenheiro, arquiteto e professor João Preto também foi vereador entre os anos de 1970 e 1973, e faria 90 anos no próximo dia 11 de fevereiro. 

Lages/SC

Foto: Arquivo Pessoal / DIVULGAÇÃO
Morreu na manhã deste sábado (16), um dos principais nomes da comunidade lageana, o engenheiro, arquiteto e professor, João Argon Preto de Oliveira, aos 89 anos. A causa da morte não foi divulgada, mas o professor João Preto passou há alguns dias por uma cirurgia e se recuperava no Hospital Nossa Senhora dos Prazeres (HNSP). 


Natural de Porto Alegre, formou-se pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em Arquitetura. Em 1954 veio para Lages, na Serra Catarinense, à convite de um amigo para trabalhar. Na década de 1960, foi à Carolina do Norte, nos Estados Unidos, para um curso de Engenharia Sanitária. 

Ao longo dos anos, foi o grande responsável por modernizar a estrutura de Lages, com projetos visionários como o prédio Inco (em frente ao Calçadão da praça João Costa - antigo Mercantil); a reformulação paisagística da praça João Ribeiro, com a construção do monumento a Getúlio Vargas, que ficava em frente a Catedral Diocesana, e que foi recolocado em outro ponto da praça após a recente revitalização concluída em 2020, além de participação na criação da Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac). 

Foi professor durante 15 anos e chegou a ser vereador entre os anos de 1970 e 1973, na 7ª Legislatura, sendo eleito pela Aliança Renovadora Nacional (Arena), com 1.815 votos, o terceiro candidato mais votado das eleições de 1969. 

O professor João Preto foi velado no Parque da Saudade, e o sepultamento ocorreu no fim da tarde no mesmo cemitério. 

Prefeitura e Câmara de Lages lamentam morte

Em nota de pesar, o prefeito Antonio Ceron afirmou que João Preto era "apaixonado por nossa terra desde que aqui chegou, em 1954" e que é a "perda irreparável aumenta o compromisso com a preservação de seu legado". 

Já a Câmara destacou a sua trajetória por seu "profissionalismo visionário que auxiliou na transformação e modernização da arquitetura do nosso município".  Confira a íntegra das notas, abaixo: 

Nota da Prefeitura de Lages, através do prefeito Antonio Ceron

"A Prefeitura Municipal de Lages se solidariza com os familiares  de João Argon Preto de Oliveira pelo seu falecimento neste sábado, 16 de janeiro de 2021. A cidade de Lages, tal qual a conhecemos, é demarcada pelo traço do arquiteto João Preto, apaixonado por nossa terra desde que aqui chegou, em 1954. Como professor, além do conhecimento, João Preto professou o amor por Lages e seus símbolos e tradições. A perda irreparável aumenta o compromisso com a preservação de seu legado. 

Descanse em paz, professor João Preto, com a gratidão eterna do povo de Lages

Prefeito Antonio Ceron." 

Nota da Câmara de Lages

"É com profundo pesar que a Câmara Municipal de Lages, vem em nome de todos os vereadores e funcionários da Casa, se solidarizar com os familiares de João Argon Preto de Oliveira. Professor João Preto, como era carinhosamente chamado, faleceu na manhã deste sábado (12). O arquiteto e professor faria 90 anos no dia 11 de fevereiro. 

Além de sua destacada carreira profissional, João Preto representou a população de Lages como vereador da 7ª Legislatura (1970-1973), tendo sito eleito pela Aliança Renovadora Nacional (Arena), com 1.815 votos, o terceiro candidato mais votado das eleições 1969. 

Tem como legado uma belíssima trajetória marcada por seu profissionalismo visionário que auxiliou na transformação e modernização da arquitetura do nosso município. Além disso, deixa também uma legião de ex-alunos que, para sempre, guardarão seus ensinamentos e sua personalidade que tinha como maior característica a alegria e o respeito ao próximo."

Lages Diário

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog