"Estamos preparados para receber as vacinas", diz Ceron; Lages já tem cronograma de vacinação

Lages seguirá o Plano Nacional de Imunização, do Ministério da Saúde 

Lages/SC

Foto: Prefeitura de Lages / DIVULGAÇÃO

O prefeito Antonio Ceron (PSD) em uma rede social confirmou que Lages já está preparada para iniciar a imunização com as vacinas que foram aprovadas neste domingo (17) pela Anvisa para o uso emergencial, tanto a Coronavac, produzida pelo laboratório chinês Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan, do Governo de São Paulo, além do imunizante da Oxford/AstraZeneca, que no Brasil será produzida pela Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz). 


"Estamos preparados para receber as vacinas aprovadas há pouco pela Anvisa. As primeiras doses serão limitadas para os grupos prioritários, por isso os cuidados de prevenção seguem sendo indispensáveis"
Prefeito Antonio Ceron, em uma rede social 

O plano de imunização em Lages seguindo o critério adotado pelo Plano Nacional de Imunização deve priorizar os profissionais de saúde e idosos acima de 75 anos. O Município, através da Secretaria de Saúde, está com tudo pronto e aguarda os próximos encaminhamentos da Anvisa, do Ministério da Saúde, e da Secretaria de Estado da Saúde. 

A estimativa é de que aproximadamente 12 mil pessoas sejam vacinadas nesta primeira fase em Lages, atendendo aos critérios do Ministério da Saúde. A Secretaria Municipal de Estado garante que há estoque de seringas e agulhas para aplicação dos imunizantes. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Para concretizar a vacinação, será necessário que o cidadão que fazem parte dos grupos prioritários apresentem o Cartão SUS, caso não tenha e precise emitir uma nova via do referido cartão, a Secretaria Municipal de Saúde recomenda que procure as Unidades Básicas de Saúde (UBS) ou a Policlínica Municipal, das 7h às 19h, de segunda à sexta-feira, ou então baixar gratuitamente o aplicativo para celular "Conecte SUS". 

Confira as etapas de vacinação em Lages

1ª Fase

Trabalhadores da Saúde:
  • Que atuam em hospitais, clínicas, ambulatórios, laboratórios e outros locais: médicos, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, biólogos, biomédicos, farmacêuticos, odontologistas, fonoaudiólogos, psicólogos, serviços sociais, profissionais de educação física, médicos veterinários e seus técnicos e auxiliares;
  • Trabalhadores de apoio nos serviços de saúde: recepcionistas, seguranças, pessoal da limpeza, cozinheiros e auxiliares, motoristas de ambulâncias e outros; 
  • Cuidadores de idosos e doulas/parteiras;  
  • Funcionários do sistema funerário que tenham contato com cadávares potencialmente contaminados;
  • Idosos a partir de 75 anos; 
  • Pessoas com 60 anos ou mais que vivem em asilos;
2ª Fase

Pessoas com 60 a 74 anos
  • Será solicitado documento original com foto que comprove a idade.

3ª Fase

Pessoas com comorbidades: 
  • Para indivíduos com comorbidades já descritas, de acordo com a faixa etária indicada pela Anvisa (Diabetes mellitus; hipertensão arterial sistêmica grave - de difícil controle e/ou lesão de órgão-alvo); doença pulmonar obstrutiva crônica; doença renal; doenças cardiovasculares e cerebrovasculares; indivíduos transplantados de órgão sólido; anemia falciforme; obesidade grave (IMC>40). 
Será necessário apresentar atestado médico que comprove a comorbidade. 

4ª Fase 

Trabalhadores da Educação 
  • Todos os professores e funcionários das escolas públicas e privadas;
Forças de Segurança e salvamento
  • Policiais federais, militares e civis; bombeiros militares e civis e membros ativos das Forças Armadas (Marinha, Exército e Aeronáutica);
Funcionários do Sistema Prisional 

Lages Diário

Comentários

  1. Gostaria de saber qdo será a vacinação para a faixa etária entre 50 a 60 anos!

    ResponderExcluir

Postar um comentário