Jogadores do Avaí são afastados após descumprirem medidas contra Covid-19

Decisão foi tomada durante reunião nesta segunda-feira (7).
Os jogadores Aírton, Ralf, Jonathan e Ronaldo foram cobrados por membros de torcida organizada em um bar de Florianópolis. 

Lages/SC

Ralf (boné branco) e Jonathan (boné bege) sendo intimados por torcedores. (Foto: Reprodução)

Os jogadores Aírton, Ralf, Jonathan e Ronaldo, todos atletas do Avaí foram afastados e também multados nesta segunda-feira (7) pela direção do clube após se envolverem em uma confusão na noite de ontem, domingo (6), em um bar no centro de Florianópolis, com alguns membros de uma torcida organizada que cobraram por eles estarem no local em meio à pandemia.


Durante a confusão, Aírton chegou a ser agredido por um dos torcedores com dois socos na cabeça. A direção salientou que também irá prestar todo o auxílio aos jogadores no caso das agressões sofridas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


A decisão pelo afastamento ocorreu após uma reunião na tarde desta segunda-feira depois da grande repercussão negativa que revoltou a torcida do Avaí. Em uma nota, a diretoria confirmou a decisão, além do afastamento e da multa, os jogadores também terão que cumprir todas as medidas passadas pelas autoridades de saúde. 

Confira a íntegra da nota do Avaí sobre o ocorrido: 

"O Avaí F.C., vem a público se manifestar sobre as absurdas agressões com alguns atletas ocorridas no dia 06/12/2020, por volta das 21 horas, repudiando, veementemente, qualquer ato de violência ou ameaça física ou verbal para com seus integrantes do quadro de futebol. 

Por outro lado, o Avaí F.C. entende que estes atletas descumpriram uma orientação do departamento médico (Protocolo interno da COVID-19) e não respeitaram o isolamento social, além dos cuidados necessários para evitar o contágio exigido pelas autoridades sanitárias, podendo trazer sérios riscos para o ambiente de trabalho. 

Assim, o clube tomou as seguintes medidas internas necessárias para o momento: 

1. Os atletas terão toda a assistência do clube relacionadas às agressões sofridas;

2. Os atletas serão afastados de suas atividades no clube por tempo indeterminado;

3. Os atletas serão multados em seus salários com pagamento de multa;

4. O clube reforçará que o grupo de atletas cumpra o que foi determinado pelas autoridades de saúde". 

*Com informações da CBN Diário

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog