Em Missa do Galo mais restrita, Papa Francisco pede ajuda aos pobres

A tradicional missa foi realizada de forma mais tímida na parte dos fundos da Basílica de São Pedro, no Vaticano, e contou com menos de 100 participantes. 

Lages/SC

Foto: Reprodução 

Em uma cerimônia mais tímida realizada nos fundos da Basílica São Pedro, no Vaticano, o Papa Francisco celebrou a Missa do Galo com menos de 100 participantes e apenas um pequeno número de bispos e cardeais, nada comparado as realizadas nos últimos anos com cerca de 10 mil pessoas e realizada na basílica principal. Tudo isso, por conta das restrições impostas pelo novo coronavírus (Covid-19). 


Na cerimônia, o Papa pediu que as pessoas deveriam se sentir obrigadas a ajudar aos mais necessitados porque o próprio Jesus nasceu pobre. Além disso, Francisco também disse que o Natal deveria fazer com que todos refletissem sobre "nossa injustiça com muitos de nossos irmãos e irmãs", em vez de buscarem "nosso desejo sem fim de posses" e prazeres efêmeros. 

"Deus veio entre nós em pobreza e necessidade, para nos dizer que ao servir os pobres, mostraremos nosso amor por Ele". 

Papa Francisco, durante celebração da Missa do Galo

Todos com exceção do papa e do pequeno coro usavam máscara durante a missa, que começou duas horas mais cedo do que o normal para que mesmo o limitado número de pessoas que participaram pudessem voltar para casa a tempo do toque de recolher imposto na Itália às 22h. O Vaticano apesar de ser um Estado independente, preferiu adotar as regras impostas na Itália.
No Brasil, a Missa do Galo será exibida às 00h05 (horário de Brasília) na Globo. 
Lages Diário

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog