Servidores se deparam com depredação, furtos e atos de vandalismo na UPA 24 horas

Entre as situações flagradas no local estão o furto de assentos sanitários e de frascos de álcool em gel e sabonetes, fezes no chão do banheiro, além de objetos como pedras e absorventes que estavam obstruindo a tubulação
 
Por FLÁVIO FERNANDES da ASCOM PML
Lages/SC

Foto: Divulgação
A Prefeitura de Lages, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, tem acompanhado com apreensão alguns casos de vandalismo e furtos de itens básicos que estão ocorrendo na Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 Horas), localizada no bairro Universitário, próximo à rodoviária Dom Honorato Piazzera.
 
Somente neste mês de novembro, ao menos dez assentos sanitários precisaram ser repostos nos banheiros, após a constatação de que esses objetos foram furtados do local. Outra situação flagrada foi o sumiço de refis dos porta-sabonetes e álcool em gel, sendo que algumas embalagens, ainda cheias, foram encontradas dentro das lixeiras.
 
A equipe de higienização se deparou nos últimos dias com uma cena deplorável: fezes espalhadas no chão do banheiro. Conforme o diretor da UPA 24 Horas, Gilmar Ribeiro em outra situação foi preciso acionar uma empresa especializada para desentupir os vasos sanitários. “Para nossa surpresa foram retirados da tubulação pedras, rolos de papel higiênico, absorventes usados e rolos inteiros de papel higiênico. Não conseguimos compreender o que motiva algumas pessoas a terem esse tipo de atitude, e querer estragar o patrimônio que é público”, explica.
 
Para dar uma ideia do fluxo de pessoas que passam no local, entre 1º de janeiro deste ano até segunda-feira (23 de novembro), foram registrados 83.399 atendimentos pediátricos, adultos e odontológicos na UPA 24 Horas. “Esse tipo de atitude de uma minoria mal-intencionada, prejudica o atendimento à população em geral, e causa prejuízo ao município, pois é o dinheiro público que foi usado para repor esses itens que foram furtados ou depredados” acrescenta o secretário Municipal da Saúde, Claiton Camargo de Souza.
 
Para coibir que situações semelhantes voltem a ocorrer, a vigilância foi intensificada na UPA 24 Horas, principalmente durante a madrugada, horário que esses fatos costumam ocorrer. Os profissionais dos setores de segurança e higienização estão fazendo vistorias com mais frequência nos locais depredados. A direção da UPA está providenciando o registro de Boletim de Ocorrência (B.O.) para que os casos sejam devidamente apurados.
 
Volume de atendimentos UPA 24 Horas
 
O número de pessoas atendidas na UPA ao longo de 2020 está distribuído da seguinte forma: janeiro 8.552; fevereiro 12.062; março 10.303; abril 5.178; maio 5.581; junho 6.251; julho 6.357; agosto 6.329; setembro 7.286; outubro 8.749 e nos 23 dias do mês de novembro foram registrados 6.751 atendimentos no local.

 “Solicitamos que a comunidade nos auxilie a cuidar da UPA. Se as pessoas perceberem que falta sabonete, papel toalha ou qualquer outro item nos banheiros, é só avisar a recepção para providenciar a reposição dos materiais”, finaliza o diretor da UPA 24 Horas, Gilmar Ribeiro.

  

Lages Diário

Comentários

  1. Mais d qui geito todos ali ñ da de ender não pode uma coisa dessa poim câmera os banheiros fica entrada ñ ninguém vê nesse mato tem coelho escondido

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Corpo do músico Guilherme Steffen é encontrado no Guará, em Lages

Inscrições para cursos técnicos gratuitos no IFSC de Lages estão abertas

Músico Guilherme Steffen continua desaparecido