Quais são as propostas para a Cultura dos candidatos à prefeitura de Lages

As propostas estão elencadas nos planos de governo enviados ao TSE.
 
Da AGÊNCIA LD,
Lages/SC



A Cultura como um todo, além de levar lazer às pessoas, também é uma forma de educação, de conhecimento e de cidadania, e como tal, necessita de ações que visem disseminar em seu todo e de forma ampla dando acesso ao maior número de pessoas possíveis.

::: Quer receber as notícias direto no seu Whatsapp? Participe do grupo do LD
 
Com base nisso, o Lages Diário fez o levantamento das propostas em relação à cultura dos seis candidatos que disputam à Prefeitura de Lages. As propostas estão elencadas nos planos de governo encaminhadas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e podem ser conferidas através do site Divulgacand.

+sobre as Eleições 2020

Lucas Neves (PSL) e Thiago Oliveira (PODE)
 
O plano de governo dos candidatos da coligação “Juntos por Lages”, Lucas Neves (PSL) e Thiago Oliveira (PODE) não reserva um espaço específico para a cultura, mas ela está mencionada através de itens dentro do tópico de Emprego, Renda e Turismo:
 
Essas são as propostas de Lucas e Thiago para a cultura:
  • Promover festas municipais ou regionais, típicas e/ou temáticas visando incrementar o turismo no município/região;
  • Elaborar o calendário anual de eventos municipais, dando destaque àqueles que possam atrair fluxos turísticos;

Airton Amaral e Ronaldo Cordeiro (PATRI)
 
No plano de governo dos candidatos Airton Amaral e Ronaldo Cordeiro (PATRI) não apresenta um tópico específico para a cultura, mas menciona de algum modo a cultura em itens englobados nos tópicos de desenvolvimento econômico e saúde. 
 
Essas são as propostas para a área da cultura no plano de governo de Airton e Ronaldo:
  • Estimular a criação de pólos de empreendimentos da economia criativa - propaganda, arquitetura, mercados de arte e antiguidades, artesanato, design, moda, filme e vídeo, software de lazer, artes performáticas, edição, jogos de computador, serviços de televisão e rádio - no centro e nos bairros, visando estimular a geração de empregos e novas oportunidades aos jovens talentos lageanos.
  • Desburocratizar a obtenção de licenças e alvarás para a aprovação e realização de eventos de qualquer porte, a exemplo do que foi feito em Balneário Camboriú, com a criação de um documento único.
  • Articular políticas da prefeitura na área da educação, saúde, assistência social, cultura e lazer para atendimento especializado aos idosos. Garantir a atenção integral à saúde da pessoa idosa e dos portadores de doenças crônicas e estímulo ao envelhecimento ativo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Antonio Ceron (PSD) e Juliano Polese (PP)

 
O plano de governo do candidato à reeleição, Antonio Ceron (PSD) e seu vice Juliano Polese (PP) traz como propostas para área da cultura, dentre outras, a ampliação de programas como o Lages Melhor e a Escola de Artes, além de manter e ampliar parcerias entre setor público e privado, por exemplo.
 
Essas são as ações dos candidatos Ceron e Polese para a Cultura em Lages:
  • Ampliar os Programas Lages Melhor e a Escola de Artes.
  • Desenvolver um calendário permanente de eventos ligados à cultura local (torneio de laço, danças, festivais de música, gastronomia etc.).
  • Manter e ampliar parcerias no setor público e na iniciativa privada, para fomentar o Fundo Municipal da Cultura e realização de eventos.

Carmen Zanotto (Cidadania) e Samuel Ramos (DEM)

 
No plano de governo da candidata a prefeita Carmen Zanotto e o vice Samuel Ramos, a cultura está elencada como um dos seis tópicos de cidadania e qualidade de vida. Entre as propostas, está a retomada na agenda de eventos culturais, artísticos e tradicionalistas e acesso gratuito à internet nas praças e espaços culturais de Lages.
 
Essas são as propostas de Carmen e Samuel para a Cultura:
  • Criação do Sistema Municipal de Cultura, com elaboração do Plano Municipal de Cultura e do Programa de Incentivo à cultura;
  • Fortalecimento do sistema de informações e indicadores culturais (Mapa Cultural);
  • Criação do Programa Municipal Salvaguarda de Patrimônio Cultural Municipal;
  • Retomada na agenda de eventos culturais, artísticos e tradicionalistas;
  • Acesso gratuito à internet nas praças e espaços culturais de Lages;
  • Investir nas oficinas de artes descentralizando, permitindo o acesso da população nos bairros.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cleimon Dias (PT) e Domingos Valente (PV)

 
O plano de governo do candidato Cleimon Dias (PT) e Domingos Valente (PV), destaca que em sua gestão caso eleitos, “A Fundação Cultural que é responsável por promover o setor em Lages será um espaço aberto aos artistas, de todas as áreas” e também fazer “circular a produção lageana na cidade”.
 
Essas são as propostas de Cleimon e Domingos para a Cultura:
  • Capacitar agentes culturais, no estilo dos Círculos de Cultura de Paulo Freire, levando aos bairros e as comunidades do interior do município, educadores culturais. A ideia é discutir com as pessoas quais oficinas querem receber, seja audiovisual, música, teatro, dança, artesanato, entre outros.
  • Implementar o Plano Nacional de Museus no Museu Histórico Thiago de Castro, responsabilidade do poder público municipal.
  • Valorizar as iniciativas já existentes, mesmo que não sejam organizadas pelo poder público municipal.
  • Fazer parcerias com entidades promotoras de produções culturais.
  • Realizar Anualmente o Festival de Teatro de Lages (Fetel).
  • Apoiar a realização de iniciativas culturais como o Festival Música na Serra, promovido pelo Instituto José Paschoal Baggio (IJPB).
  • Reformular a Festa Nacional do Pinhão com valorização da semente da araucária; proporcionar a participação efetiva dos lageanos na Festa, aumentando a contribuição nas atividades culturais e efetivar a participação na gastronomia dentro do Parque Conta Dinheiro. Manter o Recanto do Pinhão.

Ed Antunes e Pâmela Santos (PSOL)

 
O plano de governo dos candidatos do PSOL, Ed Antunes e Pâmela Santos, traz entre as ações para a área da cultura, a retomada da realização do Festival de Teatro de Lages (Fetel) e “fazer todos os esforços possíveis para municipalizar novamente a Festa Nacional do Pinhão e torná-la acessível para o povo de Lages”, diz parte do documento.
 
Essas são as propostas de Ed Antunes e Pâmela para a cultura em Lages:
  • Apoiar as construções e o dialogar efetivamente com o Fórum Permanente de Cultura para construção e implementação do Plano Municipal de Cultura;
  • Criar pontos de cultura nos territórios da cidade, que tenham atividades periódicas e circulação de artistas locais;
  • Executar projetos de circulação e formação ligados à arte e cultura, de forma regular dentro das escolas municipais;
  • Prever orçamento dentro do Fundo Municipal de Cultura e viabilizar a publicação de editais de fomento à arte e expressões culturais de várias matrizes, incluindo a revitalização do FETEL;
  • Valorizar a produção de bandas e músicos de todos os estilos musicais em Lages, através da promoção de eventos abertos em espaços públicos, otimizando o uso da praça Joca Neves (sem grades) e também de maneira itinerante nos bairros;
  • Reservar, no edital de contratação da empresa que organizará a Festa Nacional do Pinhão, espaço para realização de apresentação de bandas locais, aos moldes do antigo “Palco Alternativo”;
  • Fazer todos os esforços possíveis para municipalizar novamente a Festa Nacional do Pinhão e torná-la acessível para o povo de Lages.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enquete: participe e vote em quem você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2019

Lages a Nova Iorque com a Azul, a partir de junho

Internautas reagem a Mario Motta na bancada do ‘Jornal Nacional’