Homem que matou esposa é condenado a 17 anos de prisão

Crime ocorreu em setembro de 2018 no bairro Cristal, na zona Norte de Lages. Pena será cumprida inicialmente em regime fechado, sem direito de recorrer da decisão em liberdade.
 
Da AGÊNCIA LD
Lages/SC

Foto: Taina Borges / TJSC

Em julgamento realizado nesta terça-feira (27) pelo Tribunal do Júri da comarca de Lages, na Serra Catarinense, João Batista Campos, de 62 anos, foi condenado a 17 anos de prisão em regime fechado por feminicídio, motivo torpe e crueldade contra a sua esposa, cometido no dia 26 de setembro de 2018. O juiz substituto André Romanelli em sua sentença negou ao réu o direito de recorrer em liberdade.
 
No interrogatório durante o júri popular, o autor preferiu se manter em silêncio. Ele já era reincidente em crime doloso contra a vida, sendo condenado por tentativa de homicídio.
 
O crime
 
O casal vivia junto há mais de 30 anos, mas no dia 26 de outubro de 2018, conforme denúncia do Ministério Público, o réu teria espancado a vítima com socos, chutes, pauladas e empurrões até a morte. Entre os documentos que integram o processo, o laudo pericial diz que a mulher tinha cinco costelas quebradas, além de outras lesões.
 
Já com a vítima sem vida, o autor ainda ocultou o corpo no quintal de casa onde moravam, no bairro Cristal, na zona Norte de Lages. À época, o homem confessou o crime. 
Lages Diário

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enquete: participe e vote em quem você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2019

Lages a Nova Iorque com a Azul, a partir de junho

Internautas reagem a Mario Motta na bancada do ‘Jornal Nacional’