Hamilton vence GP da Estíria e mira em recorde de Schumacher


Inglês está perto de virar piloto com maior número de vitórias na F1.
                                             
Rio de Janeiro/RJ

📷 Reuters

O piloto inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, venceu neste domingo o Grande Prêmio de Estíria, disputado no circuito de Spielberg (Áustria). Com este triunfo ele ficou mais próximo de se tornar o piloto com o maior número de vitórias na Fórmula 1. A segunda posição ficou com o finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, enquanto o holandês Max Verstappen, da Red Bull, terminou em terceiro.


Esta foi a primeira vitória do atual campeão na temporada 2020, pois no GP de estreia, também disputado na Áustria, a primeira posição ficou com o finlandês.

Pole position

O atual campeão mundial chegou à prova como grande favorito, pois alcançou a pole position no último sábado, ao alcançar o tempo de 1min19s273, com 1s216 de vantagem sobre o segundo colocado Max Verstappen.

📷 Reuters

Elogio à equipe

Após a vitória, Hamilton elogiou muito o trabalho da sua equipe: “A equipe fez um trabalho fantástico com sua estratégia. Estou muito agradecido por estar de volta em primeiro lugar (…). Este é um grande passo adiante”.


Contudo, mesmo com a vitória deste domingo, Hamilton não conseguiu tomar a primeira posição da classificação geral de Bottas, que em duas corridas já tem uma vitória e um segundo lugar, enquanto o inglês soma uma vitória e uma quarta posição.

Em busca de recorde

Com o triunfo deste domingo, Hamilton somou o total de 85 vitórias em sua carreira, ficando a apenas 6 do recorde de maior número de vitórias de um mesmo piloto na categoria, que pertence ao alemão Michael Schumacher.

Próxima prova

A próxima etapa da temporada será o GP da Hungria, disputado no circuito Hungaroring no dia 19 de julho.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enquete: participe e vote em quem você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2019

Lages a Nova Iorque com a Azul, a partir de junho

Internautas reagem a Mario Motta na bancada do ‘Jornal Nacional’