Após fortes chuvas, Ceron revoga decreto que previa penalidades para quem desperdiçasse água em Lages


Níveis dos rios voltou a ser considerável, por esse motivo o prefeito determinou a revogação do Decreto que previa multas a quem desperdiçasse água, mas a orientação continua sendo de uso consciente e racional da água.

Do LD,
Lages/SC

📷 Situação estava crítica em alguns rios da região serrana devido à estiagem. (Foto:
Maurício Santos / Arquivo / Agência LD)

Na tarde desta quarta-feira (10), o prefeito de Lages, Antonio Ceron (PSD) revogou o Decreto Municipal nº 18.035 publicado há pouco mais de um mês que regrava sobre o uso conscientee racional de água e previa penalidades a quem desperdiçasse água durante a estiagem que afetou a região nos últimos meses, e ainda afeta, especialmente em municípios vizinhos como São Joaquim, por exemplo.

saiba mais

A revogação se deve pelo fato de as chuvas fortes que caíram nos últimos dois dias terem contribuído para que o volume de água nos rios da cidade, entre eles, o rio Caveiras responsável pelo abastecimento de Lages, esteja em um nível considerável. Apesar da revogação, isso não significa que devemos desperdiçar água, pelo contrário, a orientação é que a água seja utilizada de forma racional e consciente diariamente.

O Decreto foi publicado na mesma semana em que a Prefeitura de Lages decretou situação de emergência devido a estiagem que afetava a cidade ao menos desde o início do ano, a propósito considerada uma das piores secas da cidade nos últimos 70 anos. A chuva que caiu, especialmente na última terça-feira (9) foi considerável, e apesar de registrar alagamentos e estragos na cidade, foi o suficiente para equilibrar um pouco os níveis dos rios e de reservatórios.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enquete: participe e vote em quem você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2019

Lages a Nova Iorque com a Azul, a partir de junho

Internautas reagem a Mario Motta na bancada do ‘Jornal Nacional’