Policiais precisaram conter os ânimos e revidar com balas de borracha e gás de pimenta após serem recebidos com pedras e tijolos.

Do LD,
Lages/SC



Uma festa com cerca de 30 pessoas precisou ser encerrada no fim da noite de ontem, sábado (16), em Ponte Alta, na Serra Catarinense, mas não foi fácil encerrá-la, sendo necessário guarnições da PM de Ponte Alta, de Correia Pinto e também o Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) de Lages para conter os ânimos exaltados dos “festeiros” que atacaram as guarnições com pedras e tijolos e desacataram os policiais.

Segundo a PM, a guarnição foi acionada por volta das 23h30 na rua Maximiliano de Abreu Rigon, no bairro Nossa Senhora Aparecida, onde a guarnição tentou mediar a situação, pedindo que os participantes encerassem, devido estar proibido por decreto estadual,  sendo ignorados e os participantes passaram a desacatar os policiais e que não iriam acabar com a festa, vindo a jogar latas de cerveja contra a guarnição, para resguardar a integridade física, foi deixado o local e pedido apoio de outras guarnições de Correia Pinto e de Lages.

Com o reforço, as guarnições das PMs de Ponte Alta e Correia Pinto, e o PPT de Lages, retornaram ao local da festa e foram recebidos com pedras e tijolos, sendo então necessário revidar a agressão com a utilização de gás de pimenta e disparos de bala de borracha, sendo que os participantes fugiram para a mata, mas quatro deles foram detidos, sendo de iniciais D.C.P. de 21 anos, J.P.G.C.. de 22 anos, B.B.L. de 24 anos e S.S.L. de 38 anos. Eles foram algemados e conduzidos até o destacamento de Ponte Alta devido receio de represálias dos outros envolvidos que após fugirem para a mata continuaram jogando pedras nas guarnições.

Diante dos fatos, foi lavrado Boletim de Ocorrência e Termo Circunstanciado compromissando os autores a comparecer em juízo.