Lages tem 64 casos confirmados e outros 26 aguardam resultados de exames


Dos 64 casos positivados, 40 estão recuperados e 24 estão em isolamento domiciliar.

Do LD,
Lages/SC

📷 Prefeitura de Lages / Divulgação

A Prefeitura de Lages divulgou no fim da tarde deste sábado, 23, mais um boletim epidemiológico semanal trazendo informações mais detalhado nos números do novo coronavírus (Covid-19) na cidade. Atualmente, a cidade conta com 64 casos confirmados, sendo que 40 estão recuperados e os outros 24 estão em recuperação domiciliar. Não há nenhum paciente internado. Há ainda 26 pacientes que aguardam os resultados exames, destes, seis estão internados. Já outras 628 pessoas testadas deram negativo para a covid-19.


Dos 64 casos confirmados, 46 resultaram de exames em laboratórios privados. Os resultados de 13 pacientes vieram de testes analisados pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina (Lacen/SC) e outros 5 vieram de clínicas epidemiológicas.

São 52 casos contraídos de forma comunitária, ou seja, onde não se sabe de onde foi contraído o vírus e outros 12 pacientes contraíram o coronavírus em outros municípios, estados ou países.

A faixa etária mais afetada continua sendo de 40 a 60 anos, com 28 pacientes dos 64 casos. Já 15 pacientes tem idade entre 20 e 39 anos, 18 pacientes tem mais de 60 anos e três pacientes tem idade entre 0 a 9 anos.

Ao todo, 54 pacientes não tem qualquer doença preexistente e apenas 10 apresentam algum tipo de doença.


UBS de referência

A Unidade Básica de Saúde (UBS) do Centro é a unidade onde atende a maioria dos pacientes residentes de bairros próximos. São 25 dos 64 pacientes que tem a UBS do Centro como referência. Na sequência, vem as UBSs do Sagrado/São Cristóvão (10), Coral (8), Copacabana (4), Santa Catarina (4), Conta Dinheiro (3), Frei Rogério (1), Guarujá (1), Popular (1), Santa Helena (1), São Pedro (1) e Várzea (1). Além disso, quatro pacientes não tem uma UBS de referência.

Profissionais de Saúde

Dos 64 casos confirmados, 21 atuam na área da saúde. Seis atuavam em hospitais, 10 trabalhavam no setor privado, um atuava em uma UBS e outro na UPA, além de dois que atuavam no Consórcio de Saúde.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enquete: participe e vote em quem você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2019

Lages a Nova Iorque com a Azul, a partir de junho

Internautas reagem a Mario Motta na bancada do ‘Jornal Nacional’