Secretaria Municipal de Saúde de Lages adota novo padrão de boletim epidemiológico

Um boletim completo com diversos dados será divulgado semanalmente, todos os sábados, às 17h, com informações desde faixa etária até Unidades Básicas de Saúde onde contam ou contaram com casos confirmados.


Por LD,
Lages/SC

📷 Divulgação / Prefeitura de Lages

A Prefeitura de Lages através da Secretaria Municipal de Saúde divulgou nesta segunda-feira, 20, um novo modelo de boletim epidemiológico com as informações sobre o novo coronavírus (Covid-19) na cidade.

Os boletins agora serão divulgados com dados atualizados e com maiores informações sobre a situação dos pacientes, se houve ou não internações, quantas pessoas foram testadas, quantas não foram, casos que aguardam resultados e casos negativos, bairros mais atingidos com informações das Unidades Básicas de Saúde (UBSs), curva de crescimento da transmissão, entre outras. Esses boletins específicos serão divulgados aos sábados, às 17h.

A Prefeitura ainda informa que os boletins diários com apenas o número de casos confirmados continuará sendo divulgado ao longo do dia nas mídias sociais do órgão.

Boletim divulgado nesta segunda-feira (20) apresentando o novo modelo

No boletim divulgado às 14h desta segunda-feira, 20, a Prefeitura de Lages informou que são 170 casos em monitoramento que ainda não foram testados. Já os testados, são 91 casos sendo que 66 deram negativo para a covid-19, quatro aguardam os resultados e os 21 casos confirmados.

Um dado positivo sobre os 21 casos confirmados. Destes, 19 estão curados da doença e apenas duas pessoas estão em isolamento domiciliar. Não há ninguém internado em unidade hospitalar com resultado positivo para o coronavírus, assim como não há nenhum óbito registrado na cidade.

Segundo a Prefeitura de Lages, os quatro casos suspeitos que aguardam os resultados, os pacientes estão internados.

O primeiro caso confirmado da doença foi registrado em 21 de março e em um mês, o crescimento foi gradual e de forma achatada sem sobrecarregar o sistema de saúde na cidade, e muito se deve as medidas de isolamento social iniciados no dia 18 de março e que seguem até hoje, apesar de serem menos restritivas desde o início de abril.

📷 Divulgação / Prefeitura de Lages

Dos 21 casos confirmados, a faixa etária mais afetada foi de pacientes com idades entre 40 e 60 anos. Além disso, o boletim traz a informação de que dos 21 casos, sete são de profissionais de saúde, sendo três que atuavam em hospitais da rede pública em Lages, dois em hospitais privados; um em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) e; um na Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

📷 Divulgação / Prefeitura de Lages

O boletim ainda mostra os 21 casos confirmados divididos por Unidade Básicas de Saúde (UBSs) de referência da região onde o paciente reside. As UBSs do Centro e a dos bairros Sagrado Coração de Jesus/São Cristóvão, registraram quatro pacientes cada; as UBSs do Copacabana, Coral e Santa Catarina registraram dois cada. As unidades dos bairros Conta Dinheiro, Frei Rogério, Popular e Santa Helena, tem um caso confirmado cada. Além disso, outros três casos foram registrados como área descoberta, que é quando o paciente não tem uma UBS de referência.

📷 Divulgação / Prefeitura de Lages

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enquete: participe e vote em quem você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2019

Lages a Nova Iorque com a Azul, a partir de junho

Internautas reagem a Mario Motta na bancada do ‘Jornal Nacional’