Prefeitura de Lages e Orion Parque lançam Programa de apoio e reestruturação de pequenos negócios após os efeitos da crise causada pelo coronavírus


Cabeças pensantes para a resiliência: são sete as medidas elaboradas pelo Instituto Orion, durante o mês de isolamento social e home office de sua equipem, e possuem propostas de fôlego ao empresariado e, por impacto, à população de Lages.

Por DANIELE MENDES DE MELO* da ASCOM PML,
Lages/SC 

📷 Reprodução / Facebook
     
Os empreendimentos industriais, estabelecimentos comerciais e prestadores de serviços tentam, na medida do possível, aliviar as amargas consequências do surgimento e expansão do novo Coronavírus, gerador da doença Covid-19 em mais de 180 países do mundo. A queda da produtividade e do consumo fez com que empresários ficassem de mãos atadas e preocupados com a diminuição dos ganhos e lucros, pagamento de despesas rotineiras e obrigações tributárias e com a ameaça à empregabilidade de seus colaboradores. E com a finalidade de atenuar este cenário negativo com doses de otimismo e dinâmica prática de soluções, a Prefeitura de Lages e o Orion Parque Tecnológico lançaram, na noite desta segunda-feira (27 de abril), em uma live de 32 minutos, transmitida pela fanpage do Orion no Facebook e compartilhada pela fanpage da Prefeitura de Lages também no Facebook, com interatividade dos seguidores, o Programa de apoio e reestruturação de pequenos negócios locais para retomada econômica e mitigação dos efeitos da crise causada pela Covid-19, em apoio a empreendedores e projetos locais atingidos diretamente pela pandemia.

Da live participaram o vice-prefeito, Juliano Polese; o executivo de Comunicação Social da prefeitura de Lages, Pablo Gomes; o diretor executivo do Orion Parque, Claiton Camargo de Souza e o presidente do Conselho de Administração do Orion Parque, Valmir Tortelli.
São sete as medidas elaboradas pelo Instituto Orion, durante o mês de isolamento social e home office,  e possuem as seguintes propostas: 

1.  Uso facilitado dos espaços do Centro de Inovação:
·        Abertura de um Coworking Público, com acesso aos serviços oferecidos às empresas do Orion;
·        Disponibilização de espaços para negócios locais com dificuldades de manter seus atuais espaços
2.     Implantação do Programa de Aceleração de Pequenos Negócios Locais;
3.     Implantação da Aceleradora de MEIs;
4.     Implantação da Aceleradora de Projetos Sociais;
5.     Adaptação plataforma online de fomento ao empreendedorismo universitário (Reuni) para apoio remoto de todos os tipos de negócios locais:
·        Reuni para todos;
·        Reunidos somos mais fortes;
·        Reuni Challenge Covid-19;
6.     Programa de valorização, incentivo e divulgação de negócios locais, e
7.     Facilidade na contratação de colaboradores. 

A análise identificou, entre os principais problemas mapeados pela equipe, que afetam diretamente não somente startups e empresas inovadoras, mas também os pequenos comércios, microempreendedores e  empreendedores individuais, os seguintes: paralisação das atividades nos pequenos negócios e redução do faturamento; empreendedores locais com dificuldades de manter suas atividades; probabilidade de redução do número de Microempreendedores Individuais (MEIs) e pequenos negócios;  possível aumento na taxa de desemprego regional; desafios em utilizar a tecnologia para redução de custos, maximização de produtividade e vendas; crescimento da vulnerabilidade social e sobrecarga da estrutura de assistência social do município, e dificuldade dos projetos sociais independentes de atender as demandas das comunidades neste momento. 

“É hora de arregaçar as mangas e tentar acertar de novo com as ferramentas que se possui e os dispositivos abertos e ampliados pelo Orion Parque. Os pequenos negócios locais e MEIs ainda estão aos poucos calculando os efeitos da pandemia nesta retomada das atividades e nós prestaremos suporte de apoio de gestão a partir da tecnologia para capacitação. E para alcançar os propósitos comuns a todos, pedimos que os cidadãos de Lages movimentem o comércio local, deem forças para os empreendedores do seu bairro, contribuem para a energização da engrenagem econômica”, avalia o vice-prefeito, Juliano Polese.

Entidades de classe e afins, como a Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), Associação Empresarial de Lages (Acil), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Associação das Micro e Pequenas Empresas (Ampe) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) estão convidas a este engajamento. “Não será um caminho fácil, é uma realidade jamais presenciada, mas iremos tirar de letra e com a tecnologia e inovação, como sempre, a nosso favor”, projeta Valmir Tortelli.

Claiton Camargo de Souza lembra que, “durante o período de uma semana será adotada uma empresa para a qual será prestada consultoria sobre vendas pela Internet e suporte de tecnologia, entre outras tantas vantagens empresariais. Estamos vivendo meses únicos em nossas vidas, em que o nervosismo, mais do que nunca, deve dar lugar à resiliência e à capacidade de vencer diante da crise”.

Detalhes dos auxílios

Uso facilitado do centro de Inovação - Faz parte dos benefícios aos empreendedores, o acesso à Internet gratuita, água e energia elétrica sem custo ao empreendedor; empréstimo de notebooks (quantidade limitada); uso do serviço de recepção e sala de espera, e disponibilização de local reservado para atendimentos. Para usufruir da iniciativa, os empreendedores participarão de um edital simplificado para utilização dos espaços (sem necessidade de inovação);

Coworking público - Será disponibilizado para pequenos negócios o coworking, que é o ambiente de uso compartilhado do Orion Parque, com cadastro e disponibilização de pontos de trabalho gratuitos, preferencialmente para uso por MEIs e pequenos negócios locais e acesso ao programa de pequenos negócios ou MEIs;

Disponibilização de salas e auditórios - Serão oferecidas as salas e auditórios do Centro de Inovação para pequenos negócios se instalarem, com acesso à metodologia de acompanhamento, já desenvolvida em parceria com a prefeitura de Lages, subsídio para o custo de manutenção do espaço físico e acesso ao programa de pequenos negócios ou MEIs;

Aceleradora de Pequenos Negócios Locais - Programa em que os pequenos negócios locais terão acesso a treinamentos para potencializar seus empreendimentos, de forma gratuita, nas seguintes áreas: Gestão Financeira, Gestão de Negócios, Planejamento Estratégico, Contabilidade, Jurídica,  Inovação, Marketing, Vendas, e Tecnologia. Os pequenos negócios locais serão incluídos na metodologia de acompanhamento já utilizada com as empresas  residentes  no  Centro  de  Inovação, desenvolvida no projeto em andamento, junto à prefeitura de Lages, recebendo acompanhamento aproximado da equipe do Instituto Orion e parceiros estratégicos;

Aceleradora de MEIs - Será realizado um trabalho aproximado entre a prefeitura e o Orion Parque para a aceleração de MEIs do município de Lages. Os empreendedores receberão materiais e mentorias de forma gratuita para o desenvolvimento do negócio, e poderão ter acesso, conforme disponibilidade, nos seguintes serviços: Coworking Público, Metodologia de aceleração e Acompanhamento aproximado da equipe do Instituto Orion;

Aceleração Projetos Sociais - Os empreendedores sociais terão acesso à metodologia de aceleração de projetos sociais, buscando a capacidade de execução e expansão dos projetos neste panorama de crise. Será uma aceleração de três meses em seis encontros quinzenais, com os seguintes temas: Inovação social/mindset, Jurídico/contábil, Finanças, Estratégia, Gestão de projetos e captação de recursos, e Marketing;

Reuni - A plataforma do Programa de Empreendedorismo Universitário (Reuni) será aberta para toda a sociedade cadastrar ideias de novos empreendimentos, para negócios já existentes e desafios para combate à Covid-19;

Divulgação e incentivo de negócios locais - Serão desenvolvidas ações de divulgação dos negócios locais, para o fortalecimento e incentivo dos empreendimentos e do consumo local. Realizadas entrevistas com as empresas, com a valorização dos produtos e serviços, além da divulgação de produtos nas mídias sociais. A iniciativa também dará apoio e orientação de uso de tecnologias para divulgação dos negócios em mídias digitais, e

Facilidade de contratação de colaboradores - Possibilidade de fornecimento de bolsistas para empresas com desafios econômicos através de política de bolsas, vinculados a projetos (inovadores ou não) aprovados pelo Orion. A iniciativa terá o acompanhamento de um plano de trabalho dos bolsistas, com valores diferenciados e prioridade para empresas/projetos vinculados ao Orion.

Metodologias e tecnologias

Os participantes dos programas terão acesso às tecnologias e metodologias desenvolvidas pelo Orion Parque: metodologia de incubação e acompanhamento de negócios Bellatrix; ferramenta de acompanhamento de empresas e vídeo-aulas Kubo; ferramenta de submissão de ideias Reuni; rede de mentores, e metodologia de Aceleração de Projetos Sociais.

Próximas lives

Nesta terça-feira (28 de abril), o Orion Parque transmitirá uma live esmiuçando a questão das Aceleradoras de Pequenos Negócios, de MEIs e de Projetos Sociais; na quinta (30) será a vez da live sobre as três modalidades do Reuni, e na sexta-feira (1º de maio), feriado nacional do Dia do Trabalhador, a transmissão será dedicada à política de bolsas do Orion, disponibilizada para empresas mediante plano de trabalho.

*Com colaboração de Afonso Gobbi


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enquete: participe e vote em quem você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2019

Lages a Nova Iorque com a Azul, a partir de junho

Internautas reagem a Mario Motta na bancada do ‘Jornal Nacional’