Decisão foi comunicada na tarde desta quarta-feira pelo bispo Dom Guilherme Werlang ao prefeito Antonio Ceron.

Por ARI JUNIOR da ASCOM PML,
Lages/SC

📷 Maurício Santos / Arquivo / LD Comunicação

Embora as novas decisões do governador Carlos Moisés da Silva autorizem as igrejas a realizarem celebrações religiosas em todo o Estado, ainda que com restrições de público, os fieis católicos de Lages permanecerão por mais algum tempo sem frequentar estas reuniões. A decisão foi comunicada na tarde desta quarta-feira, 22, pelo bispo diocesano, Dom Guilherme Werlang, ao prefeito Antonio Ceron.

Em videoconferência do Gabinete Emergencial de Acompanhamento e Prevenção ao Coronavírus na manhã de terça, dia seguinte ao anúncio do governador, o bispo de Lages já havia antecipado a preocupação, principalmente pelo fato de boa parte dos fieis e padres, inclusive ele, ter mais de 60 anos de idade e estar no grupo de risco.

Assim, por decisão da própria Diocese de Lages, continuam suspensas as celebrações religiosas da Igreja Católica pelo menos até o dia 3 de maio, quando uma nova avaliação será feita.

“A Diocese de Lages tomou a iniciativa de suspender as celebrações por mais alguns dias mesmo com a autorização do Governo do Estado. As igrejas são muito importantes e fazem um trabalho social fundamental para a sociedade. Mas neste momento, a prevenção precisa falar mais alto”, diz o prefeito Antonio Ceron.