Helton Zeferino deixa o comando da pasta em meio a uma polêmica envolvendo compra milionária de respiradores, na qual o Estado pagou antecipadamente e ainda não recebeu os aparelhos.

Por LD,
Lages/SC  

📷 Helton Zeferino deixa o comando da Secretaria de Estado da Saúde. (Foto: Maurício
Vieira / SECOM)
 
Helton de Souza Zeferino não é mais secretário de Estado da Saúde de Santa Catarina. A confirmação da sua exoneração veio através de nota oficial divulgada pelo Governo do Estado na noite desta quinta-feira, 30, que confirma que o pedido partiu do agora ex-secretário. (Leia a nota na íntegra ao fim desta matéria).  

A saída de Zeferino ocorre em meio a uma grande polêmica envolvendo uma compra milionária por parte da Secretaria de Estado da Saúde na ordem de mais de R$ 33 milhões para a aquisição de 200 respiradores na qual o Governo do Estado pagou uma empresa de forma antecipada e os aparelhos que tinham previsão de chegada até esta quinta-feira, 30, não foram entregues. Os moldes desta compra, além do valor de cada aparelho em torno de R$ 165 mil cada – fora do preço de mercado – ocasionaram a instauração de inquérito na Polícia Civil, além de aberturas de investigação na Procuradoria de Justiça de Santa Catarina e no Ministério Público de Santa Catarina, e ainda uma abertura de CPI na Assembleia Legislativa de Santa Catarina para averiguar possíveis crimes e também responsabilizar os envolvidos.

Na nota, o Governo do Estado informa que o agora ex-secretário da Saúde entregou seu pedido de exoneração ao governador Carlos Moisés (PSL) no fim da tarde desta quinta-feira (30) e destacou o trabalho de Zeferino ao longo de pouco mais de um ano à frente da pasta.

“O Governo do Estado agradece os serviços prestados pelo secretário em prol das políticas públicas de saúde dos catarinenses, ao tempo que reconhece as conquistas e avanços da pasta sob o seu comando”, destaca a nota.

A nota ainda destaca o trabalho do ex-secretário Helton Zeferino quando assumiu a pasta para quitar a dívida deixada pelo governo anterior estimada em quase R$ 750 milhões, e ainda no firmamento de parcerias com municípios e hospitais filantrópicos para uma construção de uma polícia hospitalar catarinense, além de destacar o trabalho executado nos últimos dois meses no combate à pandemia do novo coronavírus, que “traz até aqui resultados diferenciados para o nosso Estado no comparativo com o Brasil em relação à baixa taxa de letalidade assim como na exemplar preparação do sistema de saúde pública de média e alta complexidade”.

A nomeação de um novo secretário, segundo a nota, deve ocorrer nos próximos dias.

Confira a nota oficial com a exoneração de Helton Zeferino:

O Governo do Estado de Santa Catarina comunica que no fim da tarde desta quinta-feira, 30 de abril de 2020, o governador Carlos Moisés recebeu do secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino, o seu pedido de exoneração.

O Governo agradece os serviços prestados pelo secretário em prol das políticas públicas de saúde dos catarinenses, ao tempo que reconhece as conquistas e avanços da pasta sob o seu comando.

Cabe registrar que a quitação da dívida da saúde, estimada em quase R$ 750 milhões, e a construção da política hospitalar catarinense, em parceria com os municípios e hospitais filantrópicos, são resultado do trabalho efetuado desde o início de 2019.

Em especial, ainda, a coordenação das ações do Estado de Santa Catarina no combate à pandemia da Covid-19, que traz até aqui resultados diferenciados para o nosso Estado no comparativo com o Brasil em relação à baixa taxa de letalidade assim como na exemplar preparação do sistema de saúde pública de média e alta complexidade.

O nome do novo secretário de Estado da Saúde deverá ser divulgado nos próximos dias.