Dos 20 casos, Florianópolis e Balneário Camboriú são os que mais apresentam casos, sendo seis e quatro, respectivamente.

Por LD,
Lages/SC

📷 Divulgação

Subiu de 14 para 20, o número de casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) em Santa Catarina. Os números foram divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde. Dos 20 casos, Florianópolis e Balneário Camboriú registram o maior número de casos, sendo seis para a capital e outros quatro para a cidade do Litoral Norte catarinense.

Além de Florianópolis (6) e Balneário Camboriú (4), as cidades de Braço do Norte (3), Rancho Queimado (2), Joinville (2), Tubarão (2) e São José (1) também contam com casos confirmados.

Casos suspeitos

Segundo a SES, o Estado ainda conta com 346 casos sendo investigados em todas as regiões do Estado. Outros 47 casos foram descartados.

Decreto suspende atividades não essenciais

Como há casos de transmissão comunitária, quando a origem do contágio não é identificada, o Estado já tem tomado algumas medidas para conter o avanço do novo coronavírus e assim diminuir os seus efeitos. O governador Carlos Moisés decretou na última terça-feira (17), medidas para suspender as atividades de serviços e atividades que não são consideradas essenciais, tais como academias, shoppings, e comércio em geral por sete dias.

Os eventos de qualquer tipo, sejam públicos ou privados, também foram suspensos, estes pelo período de 30 dias.  

Essas medidas visam que as pessoas fiquem em casa e evitem aglomerações, evitando ir a praias ou em ambientes, mesmo ao ar livre, para evitar a propagação do vírus.

Confira as ações para conter o avanço do coronavírus em Santa Catarina:

·        Caso o paciente apresente os sintomas da doença, como febre, tosse, falta de ar, dores musculares e de cabeça, deve procurar atendimento em uma unidade básica de saúde. Não procure um hospital.  Lá os agentes de saúde farão o devido encaminhamento, se necessário, e darão as orientações em relação ao tratamento.
·        Em caso de dúvidas sobre onde procurar ajuda, as pessoas devem ligar para o número 136, do Disque Saúde, disponibilizado pelo Ministério da Saúde.
·        Somente serão transferidos para UPAs ou hospitais pacientes em estado mais grave. Os sintomas do coronavírus são semelhantes ao de gripe e a recomendação para quem não tiver o caso agravado é que fique em isolamento e monitoramento em casa.
·        Idosos e pessoas com doenças crônicas evitem ir a eventos fechados e a locais com aglomeração.
·        Evite viajar se estiver com febre ou tosse.
·        Evite contato com pessoas que estiverem visivelmente doentes, principalmente com sintomas respiratórios (tosse ou coriza).
·        Higienize as mãos frequentemente, seja com água e sabão ou álcool gel.
·        Evite tocar os olhos, nariz e boca.
·        Pratique a etiqueta da tosse: ao tossir e espirrar, cubra a boca com lenço descartável ou antebraço. Descarte o lenço imediatamente.
·        Se você ficar doente durante uma viagem, procurar imediatamente a tripulação ou equipe médica de bordo.
·        Na viagem, evite a ingestão de alimentos de procedência duvidosa ou inadequadamente preparados.
·        Evite o contato com animais silvestres ou animais doentes.
·        Evite que crianças e adolescentes com menos de 14 anos mantenham contato prolongado com pessoas com mais de 65 anos.
·        Evite a circulação em locais com grande aglomeração de pessoas, inclusive praias, lagos e lagoas