Polícia Civil fechou 1.778 estabelecimentos no Estado desde o dia 18


As ações foram em cumprimento do Decreto 515 do Governo do Estado que impõe medidas restritivas para frear o coronavírus.

Por DIOGO VARGAS da ASCOM POLÍCIA CIVIL,
Florianópolis/SC

📷 Polícia Civil / Divulgação

Desde a última quarta-feira, 18, a Polícia Civil fechou 1.778 estabelecimentos em Santa Catarina em cumprimento ao decreto 515 do Governo do Estado, que impõe medidas restritivas para frear o coronavírus. As ações ocorrem de dia e noite em todas as regiões catarinenses.

Os dados são da Gerência de Jogos e Diversões e Produtos Controlados da Polícia Civil. Eles mostram uma forte tendência de queda nos números em relação ao passar dos dias, o que indica a conscientização da população. No primeiro dia da fiscalização, dia 18, por exemplo, foram fechados 922 estabelecimentos e, no domingo, 22, foram  77.

A Polícia Civil utilizou 538 viaturas e 1.166 policiais civis participaram das fiscalizações. Três pessoas foram conduzidas à delegacia por relutância ao fechamento. “A Polícia Civil continuará cumprindo as orientações do decreto e atendendo a população de Santa Catarina”, afirma o presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial e delegado-geral da Polícia Civil, Paulo Koerich.

Denúncias sobre o descumprimento das medidas restritivas podem ser dadas ao 181.

Ações para conter a propagação do vírus

A melhor forma de frear o avanço do coronavírus é a prevenção:

·        Caso o paciente apresente os sintomas da doença, como febre, tosse, falta de ar, dores musculares e de cabeça, deve procurar atendimento em uma unidade básica de saúde. Não procure um hospital.  Lá os agentes de saúde farão o devido encaminhamento, se necessário, e darão as orientações em relação ao tratamento
·        Em caso de dúvidas sobre onde procurar ajuda, as pessoas devem ligar para o número 136, do Disque Saúde, disponibilizado pelo Ministério da Saúde
·        Somente serão transferidos para UPAs ou hospitais pacientes em estado mais grave. Os sintomas do coronavírus são semelhantes ao de gripe e a recomendação para quem não tiver o caso agravado é que fique em isolamento e monitoramento em casa
·        Idosos e pessoas com doenças crônicas evitem ir a eventos fechados e a locais com aglomeração
·        Evite viajar se estiver com febre ou tosse
·        Evite contato com pessoas que estiverem visivelmente doentes, principalmente com sintomas respiratórios (tosse ou coriza)
·        Higienize as mãos frequentemente, seja com água e sabão ou álcool gel
·        Evite tocar os olhos, nariz e boca
·        Pratique a etiqueta da tosse: ao tossir e espirrar, cubra a boca com lenço descartável ou antebraço. Descarte o lenço imediatamente
·        Se você ficar doente durante uma viagem, procurar imediatamente a tripulação ou equipe médica de bordo
·        Na viagem, evite a ingestão de alimentos de procedência duvidosa ou inadequadamente preparados
·        Evite o contato com animais silvestres ou animais doentes
·        Evite que crianças e adolescentes com menos de 14 anos mantenham contato prolongado com pessoas com mais de 65 anos
·        Evite a circulação em locais com grande aglomeração de pessoas, inclusive praias, lagos e lagoas

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enquete: participe e vote em quem você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2019

Lages a Nova Iorque com a Azul, a partir de junho

Internautas reagem a Mario Motta na bancada do ‘Jornal Nacional’