Instrutores e alunos do programa Lages Melhor e da Escola de Artes têm encontros online no período de isolamento social


A proposta é que alunos e seus instrutores não percam o vínculo.

Por FABRÍCIO FURTADO da FCL,
Lages/SC

📷 Reprodução / Instrutores da escola.

Há uma semana sem aulas presenciais na Escola de Artes Elionir Camargo Martins, que é administrada pela Prefeitura de Lages, através da Fundação Cultural (FCL), e nos núcleos espalhados pelos bairros da cidade com o Programa Lages Melhor, alunos e instrutores de artes têm realizado seus encontros pela internet.

Seja através de aplicativos ou sites de conferências on line, ou por meio de vídeos por whatsapp e instagram, instrutores e instrutoras da Escola e do Programa Lages Melhor não param durante os decretos de isolamento social por causa do novo Coronavírus.

Segundo o superintendente da FCL, Giba Ronconi, a proposta é que alunos e seus instrutores não percam o vínculo. “Não destacamos somente o conhecimento repassado, mas os alunos e alunas têm seus instrutores como figura de referência, e através da internet eles não perdem esse importante vínculo”, comenta.

📷 Reprodução / Instrutores da escola

A cantora, compositora e instrutora de violino, Dani Porto, utiliza uma plataforma de conferências on line e tem conseguido realizar suas aulas perfeitamente. “É a forma que encontrei de não deixar os alunos sem aula, e também de poder criar atividades nesse período fundamental para nossa saúde tanto a física quanto a saúde mental”.

Para o guitarrista e instrutor de violão, Matheus Colossi, o retorno dos alunos é gratificante. “Eu envio os meus vídeos e peço a eles que façam seus exercícios, gravem e reenviem para mim. A gente se adapta a cada aluno, dos mais novos aos mais experientes. Eu também crio cards com os acordes, acaba facilitando no aprendizado”, diz.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corpo do músico Guilherme Steffen é encontrado no Guará, em Lages

Inscrições para cursos técnicos gratuitos no IFSC de Lages estão abertas

Binômio (cão e bombeiro) de Xanxerê já está em Lages e auxilia nas buscas por Guilherme Steffen