Coronavírus em SC: Polícia Civil amplia Delegacia Virtual e reforça pedido para registro online de Boletim de Ocorrência


O objetivo é evitar o deslocamento da população a uma delegacia de polícia e com isso ajudar a frear os impactos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Por DIOGO VARGAS da ASCOM POLÍCIA CIVIL,
Florianópolis/SC

📷 Divulgação

A Polícia Civil ampliou a Delegacia Virtual em Santa Catarina e criou uma nova modalidade de registro. O objetivo é evitar o deslocamento da população a uma delegacia de polícia e com isso ajudar a frear os impactos da pandemia de coronavírus.

A Delegacia Virtual pode ser acessada no site da Polícia Civil. Se o delito não estiver no rol elencado na página, basta registrar a ocorrência na opção "Outras Ocorrências". O registro então será encaminhado pelo operador e despachado por um delegado de polícia.

“Em caso de necessidade, o cidadão pode fazer o registro acessando a internet. É rápido e fácil. Depois, ele receberá um protocolo validando o devido registro”, afirma o presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial e Delegado Geral da Polícia Civil, Paulo Koerich.

Delitos graves ainda necessitam do registro presencial em uma unidade policial. Os crimes de homicídio, latrocínio, sequestro, cárcere privado, extorsão mediante sequestro, roubo de veículos e cargas, estupro e lesão corporal relacionada à violência doméstica devem ser registrados presencialmente.

Acesse a Delegacia Virtual em www.pc.sc.gov.br

Fiscalização

Operações continuam sendo realizadas pela Polícia Civil pelo Estado para fiscalizar o cumprimento do decreto do governo do Estado que impõe medidas de restrições.

“Estamos intensificando operações diárias e também de noite com o único objetivo: fiscalizar locais de aglomerações públicas e que não são considerados serviços essenciais. O objetivo é dar cumprimento ao decreto e proteger a saúde do cidadão”, reforça Koerich.

Em Palhoça, na sexta-feira, 20, além de determinar o fechamento de duas lojas, policiais civis conduziram as gerências para a Delegacia de Polícia para assinatura de Termo Circunstanciado (TC) pelo descumprimento do decreto. Em Joinville, também na noite de sexta-feira, 10 dos 14 alvos fiscalizados foram interditados pela Polícia Civil.

Ajude a Polícia Civil contra o coronavírus

Denúncias sobre descumprimento das medidas restritivas podem ser dadas ao 181.

Todos os dados oficiais e notícias do Governo do Estado são atualizados no site www.coronavirus.sc.gov.br

Ações para conter a propagação do vírus

A melhor forma de frear o avanço do coronavírus é a prevenção:

·        Caso o paciente apresente os sintomas da doença, como febre, tosse, falta de ar, dores musculares e de cabeça, deve procurar atendimento em uma unidade básica de saúde. Não procure um hospital.  Lá os agentes de saúde farão o devido encaminhamento, se necessário, e darão as orientações em relação ao tratamento
·        Em caso de dúvidas sobre onde procurar ajuda, as pessoas devem ligar para o número 136, do Disque Saúde, disponibilizado pelo Ministério da Saúde
·        Somente serão transferidos para UPAs ou hospitais pacientes em estado mais grave. Os sintomas do coronavírus são semelhantes ao de gripe e a recomendação para quem não tiver o caso agravado é que fique em isolamento e monitoramento em casa
·        Idosos e pessoas com doenças crônicas evitem ir a eventos fechados e a locais com aglomeração
·        Evite viajar se estiver com febre ou tosse
·        Evite contato com pessoas que estiverem visivelmente doentes, principalmente com sintomas respiratórios (tosse ou coriza)
·        Higienize as mãos frequentemente, seja com água e sabão ou álcool gel
·        Evite tocar os olhos, nariz e boca
·        Pratique a etiqueta da tosse: ao tossir e espirrar, cubra a boca com lenço descartável ou antebraço. Descarte o lenço imediatamente
·        Se você ficar doente durante uma viagem, procurar imediatamente a tripulação ou equipe médica de bordo
·        Na viagem, evite a ingestão de alimentos de procedência duvidosa ou inadequadamente preparados
·        Evite o contato com animais silvestres ou animais doentes
·        Evite que crianças e adolescentes com menos de 14 anos mantenham contato prolongado com pessoas com mais de 65 anos
·        Evite a circulação em locais com grande aglomeração de pessoas, inclusive praias, lagos e lagoas

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enquete: participe e vote em quem você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2019

Lages a Nova Iorque com a Azul, a partir de junho

Internautas reagem a Mario Motta na bancada do ‘Jornal Nacional’