Durante coletiva de imprensa, o Governo do Estado também anunciou o plano de retomada da economia com o retorno das atividades de grande parte dos setores na próxima quarta-feira (1º), exceto o transporte coletivo que continuará suspenso. 

Por LD,
Lages/SC     

  

O Governo do Estado através de uma coletiva de imprensa no fim da tarde desta quinta-feira, 26, atualizou os números do novo coronavírus (Covid-19) em Santa Catarina. Esse foi o primeiro boletim após a confirmação da primeira morte por conta da doença no Estado e que foi divulgada no fim da noite de ontem, quarta-feira (25) pelo governador Carlos Moisés.

O número de casos confirmados em relação ao dia anterior aumentou de 122 casos para 149 casos confirmados. Já o número de casos suspeitos manteve o mesmo número do dia anterior em 325 casos suspeitos. Além disso, o Estado conta com um óbito registrado por conta da doença.

Confira os municípios que contam com casos confirmados:

·        Balneário Arroio do Silva: 01
·        Balneário Camboriú: 08
·        Blumenau: 12
·        Braço do Norte: 09
·        Camboriú: 04
·        Canelinha: 01
·        Chapecó: 04
·        Criciúma: 12
·        Florianópolis: 20
·        Gaspar: 01
·        Gravatal: 03
·        Içara: 01
·        Imbituba: 05
·        Itajaí: 16
·        Itapema: 01
·        Jaguaruna: 02
·        Jaraguá do Sul: 02
·        Joinville: 07
·        Lages: 01
·        Navegantes: 03
·        Pomerode: 01
·        Porto Belo: 03
·        Rancho Queimado: 02
·        São Pedro Âlcântara: 01
·        São Ludgero:01
·        São José: 08
·        Siderópolis: 02
·        Tijucas: 01
·        Timbé do Sul: 01
·        Tubarão: 08
·        Outros Estados: 05
·        Outros Países: 03

Morte em São José

Durante a coletiva de imprensa, o governador Carlos Moisés passou maiores detalhes sobre a primeira morte registrada no Estado por conta do coronavírus. A vítima era um homem de 86 anos que estava em uma casa de repouso para idosos em Antônio Carlos, na Grande Florianópolis, e que na última segunda-feira (23) foi trazido pelo SAMU até o Hospital Regional de São José também na Grande Florianópolis, onde foi internado e teve a morte confirmada na noite de ontem, quarta-feira (25).

Atividades econômicas voltam na próxima semana, exceto o transporte coletivo

Na coletiva, além da presença do governador e do secretário de Estado da Saúde, Helton Zeferino, também estavam presentes os secretários de Estado Paulo Eli, da Fazenda, e Douglas Borba, da Casa Civil, que em conjunto com o governador anunciaram um plano de retomada da economia catarinense com o anúncio das atividades econômicas que deverão voltar as atividades nos próximos dias. 

A partir da próxima segunda-feira, 30, as agências bancárias, correspondentes bancários, lotéricas e cooperativas de crédito estarão autorizadas a abrir, exclusivamente para atendimento de pessoas que necessitem de serviços bancários presenciais.

Já a partir da quarta-feira, dia 1º de abril, os serviços e atividades considerados não essenciais como academias, shoppings, bares, restaurantes e comércio em geral, setor hoteleiro, construção civil, os escritórios de prestação de serviços em geral, e centros de distribuição e depósitos estarão autorizados a retomar as atividades, mas seguindo algumas regras de funcionamento.

1.   Para estabelecimentos com permissão de atendimento ao público e entrada de pessoas:
a)   Limitação de entrada de pessoas em 50% da capacidade de público do estabelecimento, podendo este estabelecer regras mais restritivas;
b)   Controle de acesso e marcação de lugares reservados aos clientes, bem como o controle da área externa do estabelecimento, respeitadas as boas práticas e distância mínima de 1,5m entre cada pessoa.
2.   Priorização do afastamento, sem prejuízo de salários, de empregados pertencentes ao grupo de risco, tais como pessoas com idade acima de 60 anos, hipertensos, diabéticos e gestantes;
3.   Priorização de trabalho remoto para os setores administrativos;
4.   Adoção de medidas internas, especialmente aquelas relacionadas à saúde no trabalho, necessárias para evitar a transmissão do coronavírus no ambiente do trabalho e no atendimento ao público;
5.   Utilização de veículos de fretamento para transporte de trabalhadores, ficando a ocupação de cada veículo limitada a 50% da capacidade de passageiros sentados;

E a partir do dia 1º de abril, fica autorizada todas as atividades de serviços autônomos, domésticos e os prestados por profissionais liberais.

No dia 1º de abril passa a valer por mais sete dias a suspensão dos serviços de transporte coletivo urbano municipal e intermunicipal de passageiros assim como também a entrada e circulação de veículos de transporte interestadual e internacional de passageiros, público ou privado, bem como veículos de fretamento para transporte de pessoas.