Neste sábado é “Dia D” de vacinação contra o sarampo em Lages


Salas de vacinação estarão abertas das 08h às 17h, em 20 bairros da cidade.

Por LD,
Lages/SC



O sábado (15) será de vacinação na maioria das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Lages, na Serra Catarinense, com o “Dia D” de vacinação contra o sarampo. As salas de vacinação de 20 bairros, além da Central da Vigilância Epidemiológica, estarão abertas das 08h às 17h, sem fechar ao meio-dia para atender a comunidade. Apenas as unidades dos bairros Frei Rogério, Copacabana, Promorar e Penha não irão atender.

Santa Catarina diferentemente da recomendação do Ministério da Saúde, ampliou a faixa etária de vacinação. Pessoas com idade entre seis meses e 49 anos de idade devem receber a dose da vacina. A vacina não apresenta efeitos colaterais. A meta é imunizar 95% da população.

Lages ainda não apresenta casos de Sarampo

A principal cidade da Serra Catarinense não apresentou nenhum caso da doença recentemente, mas o foco é imunizar o maior número de pessoas. A coordenadora da campanha em Lages, Juliana Barbosa Vieira, orienta a população a levar o cartão SUS, mesmo que não possua mais a caderneta de vacinação, onde consta todas as vacinas desde a infância. “Com o cartão já conseguimos olhar no sistema os registros de vacina da pessoa e avaliar se já tomou vacina contra o sarampo ou não”, destaca.

Já em relação ao Estado, Santa Catarina apresentou em 2019, 912 casos suspeitos, destes 291 foram confirmados e seis ainda estão sob investigação. A faixa etária mais atingida foram adultos entre 15 e 29 anos.

Neste ano, o surto do Sarampo registrou 97 casos suspeitos, sendo que 47 foram confirmados. Já 13 continuam sob investigação, e outros 37 foram descartados.

Os casos foram registrados em 39 municípios do Estado.

A doença

O sarampo é uma doença respiratória, extremamente contagiosa que pode causar complicações como pneumonia e encefalite e, em casos mais graves, levar à morte. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa por meio de secreções expelidas ao tossir, espirrar, falar e o vírus pode permanecer no ambiente por até duas horas. Uma pessoa com sarampo pode transmitir a doença para uma média de 12 a 18 pessoas que nunca tenham sido expostas ao vírus anteriormente ou que não tenham se vacinado. A única maneira de evitar o sarampo é com a vacinação.

Os sintomas do sarampo são: febre alta, tosse, coriza, olhos avermelhados e manchas vermelhas pelo corpo. O sarampo é transmitido seis dias antes e quatro dias após o aparecimento das manchas vermelhas, sendo o período de maior risco dois dias antes e dois dias após o início das manchas. Por isso, ao apresentar os primeiros sintomas é importante que a pessoa procure uma unidade de saúde imediatamente para que receba o tratamento adequado e interrompa a transmissão.

Quem precisa se imunizar

Pessoas com o esquema completo de doses não precisam tomar a vacina novamente. Aqueles que não têm a caderneta, não lembram ou não sabem se completaram o esquema vacinal, precisam tomar as doses desta forma:

·        6 meses de vida: dose zero;
·        1 ano de idade: primeira dose;
·        1 ano e 3 meses: segunda dose;
·        até 29 anos de idade: a pessoa precisa ter duas doses;
·        de 30 a 49 anos de idade: a pessoa precisa ter uma dose;


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enquete: participe e vote em quem você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2019

Lages a Nova Iorque com a Azul, a partir de junho

Internautas reagem a Mario Motta na bancada do ‘Jornal Nacional’