Em janeiro de 2017, dos 133 itens obrigatórias faltavam 98, ou seja, cerca de 30% do medicamentos da lista.

Por ALINE TIVES da ASCOM PML,
Lages/SC

📷 Arquivo / ASCOM PML

A Farmácia Básica Municipal, da Prefeitura de Lages, é composta por uma relação de 148 medicamentos da Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (Rename), que são obrigatórios e devem ser fornecidos à população gratuitamente. Depois de muito trabalho para completar o estoque, este ano começou com todos os itens disponíveis.

Em janeiro de 2017, quando o prefeito Antonio Ceron e o vice Juliano Polese assumiram a gestão, dos 133 itens que eram obrigatórios na época, faltavam 98 nas prateleiras da Farmácia, ou seja, cerca de 30% dos medicamentos da lista.

Segundo a gerente de medicamentos, Bruna Eliane Sviercowski, o principal desafio foi manter as entregas pelos fornecedores sem atrasos. “Iniciamos a gestão com muitas dívidas que precisaram ser liquidadas. Também tivemos dificuldade, pois em 2016 não foi realizada a licitação para a compra dos medicamentos”, relata a gerente.

Muitos laboratórios não tinham em estoque os itens necessários e alguns fornecedores não cumpriam com os prazos e passaram a ser notificados. “Lembramos que nenhum dos municípios da região serrana está com os estoques em dia e muitas cidades maiores como: Blumenau, Florianópolis, Joinville e Jaraguá estão com mais de dez itens em falta. Florianópolis está com 23 itens faltando”, argumenta Bruna.

Para receber um medicamento gratuito na Farmácia Básica, o paciente deve portar a receita via Sistema Único de Saúde (SUS) dentro do prazo de 30 dias, carteira de identidade e comprovar residência no município de Lages. “Este é um trabalho que auxilia a comunidade que mais necessita da ajuda do poder público. Com austeridade no serviço público e respeito às pessoas estamos melhorando cada vez mais o atendimento prestado”, comenta o prefeito Antonio Ceron.

Os medicamentos mais solicitados são: AAS, Amitriptilina, Clonazepam, Anlodipino 5mg, Omeprazol, Fluoxetina, Diazepam, Carbamazepina, Ibuprofeno, Paracetamol e Carvedilol.
Dos 148 medicamentos, oito são fornecidos através da Farmácia Popular, de forma gratuita. Os itens disponíveis são: Losartana, Hidrocloratiazida 25mg, Enalapril 10mg, Glicazida 5mg, Captopril 25mg, Atenolol 25mg, Salbutamol spray, Metformina 500 e 850mg