#VerãoLD: Polícia Civil dá dicas de alerta contra golpes de aluguel de imóveis na temporada


Muitos turistas resolvem passar a temporada, especialmente, em cidades do litoral catarinense e golpes do aluguel têm feito vítimas.

Por LD,
Lages/SC

📷 Arquivo / LD Comunicação

Imagine você e sua família procuram uma casa na internet, encontram o local perfeito para passar dias de folga ou férias em cidades, especialmente, no litoral catarinense. Entra em contato com o “suposto proprietário do local”, fecha valores, muitas vezes deposita parte ou até a totalidade do valor. Se desloca quilômetros até a casa alugada e chega lá e dá de frente com uma casa já ocupada ou na pior das hipóteses nunca esteve disponível para aluguel.


Essa triste realidade tem se tornado mais frequente, principalmente nesta época do ano quando milhares de pessoas escolhem o litoral para curtir as folgas e férias nas praias catarinenses em pleno verão.

A Polícia Civil de Santa Catarina alerta e dá dicas sobre alguns cuidados para evitar de cair em golpes de aluguel de imóveis praticados por criminosos que se aproveitam das pessoas interessadas nestas locações de temporada.

Entre as principais recomendações estão a de acompanhar todo o processo junto a “um corretor e de preferência de uma imobiliária conhecida”, destaca o diretor de Inteligência da Polícia Civil, delegado Alfeu Orben.

Mas há outras formas de verificar se o imóvel realmente está disponível para aluguel. Fazer visita ao local para conhecer é uma das opções, mas caso isso não seja possível, tente entrar em contato com amigo ou parente que more o mais próximo da cidade onde pretende se hospedar para verificar. Outra recomendação é a de tentar localizar um número de telefone, em caso de apartamento, da portaria seria uma opção para saber se fato o local está para alugar. Caso o local seja uma residência, tente entrar em contato com o vizinho.

Além disso, verifique se o dono do local realmente existe e se de fato ele é mesmo o proprietário do local onde ele quer alugar. Em caso de dúvidas, entre no site do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Santa Catarina (CRECI-SC).

Para informações ou denúncias entre em contato com a Polícia Civil de Santa Catarina pelo disque-denúncia (181) ou WhatsApp (48) 9 8844-0011. Caso seja vítima de um golpe como este se desloque até uma Delegacia de Polícia para confeccionar um Boletim de Ocorrência.

O criminoso que comete este tipo de crime, caso seja preso, responde pelo crime de estelionato que dá uma pena que vai de um a cinco anos de reclusão mais multa.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enquete: participe e vote em quem você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2019

Grave acidente deixa cinco pessoas feridas em Lages

Lages a Nova Iorque com a Azul, a partir de junho