Esta regulamentação não altera os valores dos vencimentos recebidos pelos profissionais.

Por ARI JUNIOR da ASCOM PML,
Lages/SC

📷 Greik Pacheco / ASCOM PML

Na manhã desta quarta-feira (4 de dezembro), o prefeito Antonio Ceron atendeu uma antiga reivindicação dos assistentes sociais e psicólogos com a assinatura do decreto nº: 17.779, que regulamenta em seis horas diárias, ou 30 horas semanais, a jornada diferenciada de trabalho destes profissionais que atuam no Município.

De acordo com o prefeito Ceron, desde 2013 os assistentes sociais e psicólogos já cumpriam esta jornada. “Em âmbito federal já se obedecia a esta norma. Com isso, estamos regulamentando uma situação que é justa para estes profissionais. Eles inclusive se beneficiarão com outras prerrogativas, como horas extras após as seis horas diárias de serviços, entre outras”, reforça. O secretário de Assistência Social e Habitação, Samuel Ramos, destacou, ainda, que a regulamentação de 30 horas não altera os valores dos vencimentos recebidos por estes profissionais.