Bomba da 2ª Guerra Mundial faz mais de 50 mil pessoas deixarem cidade na Itália


Segundo a mídia local, essa foi a maior evacuação em tempos de paz na Itália, com mais de 60% dos moradores de Brindisi serem obrigados a desocupar a “zona vermelha” em um raio de 1.617 metros de onde a bomba foi encontrada.

Por LD,
Lages/SC

📷 Cidade de Brindisi, no Sul da Itália. (Foto: Divulgação)

Cerca de 54 mil pessoas foram obrigadas a desocupar uma área de Brindisi, cidade localizada no Sul da Itália, neste domingo (15). O motivo, uma operação para desarmar uma bomba da Segunda Guerra Mundial.

Os especialistas operavam uma máquina robótica com ajuda de soldados italianos perto da área onde eles acreditavam que a bomba estava localizada.

A bomba de origem britânica, que se acredita ter sido lançada na cidade em 1941, tem um metro de comprimento e contém 40 kg de dinamite, disseram as autoridades. Foi encontrado por acaso no mês passado durante obras de reforma em um cinema.

Segundo a imprensa local, essa operação foi a maior evacuação em tempos de paz na Itália, com mais de 60% dos moradores da cidade obrigados a desocupar uma “zona vermelha” em um raio de 1.617 metros de onde a bomba foi encontrada.

Além dos moradores, o aeroporto da cidade, a estação de trem, dois hospitais e uma prisão também foram fechados e evacuados como parte da operação.  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enquete: participe e vote em quem você acha que será a rainha da Festa do Pinhão 2019

Lages a Nova Iorque com a Azul, a partir de junho

Internautas reagem a Mario Motta na bancada do ‘Jornal Nacional’