Em torno de 9.260 pessoas vivem na região dos bairros Penha e São Miguel, incluindo-se os loteamentos Nadir e Itapuã.

Por DANIELE MENDES DE MELO da ASCOM PML,
Lages/SC

Visualização da imagem
📷 Marcelo Pakinha / ASCOM PML

Crianças correndo e brincando com os amigos, enquanto os pais são informados sobre uma série de serviços públicos primordiais à cidadania. A 6ª edição do Programa Comunidade Melhor, da prefeitura de Lages, se instalou neste sábado (9 de novembro) na região dos bairros e loteamentos Penha, São Miguel, Nadir e Itapuã, em um Dia D de pré-conclusão dos trabalhos do Município executados ao longo da semana, desde segunda-feira (4 de novembro), lembrando que as edições anteriores atenderam às reivindicações de moradores da região do Santa Catarina, Habitação, Santa Mônica, Conta Dinheiro e Guarujá, somando 24 bairros e loteamentos até agora, de um total de 73 existentes em Lages, portanto, a megaoperação já chegou a um terço da cidade.

Recebidos na Associação de Moradores do bairro Penha (Casa do Povo) pelo prefeito Antonio Ceron, vice Juliano Polese, secretários e executivos do colegiado, vereadores de lideranças comunitárias, os moradores usufruíram da atuação de diversas secretarias e órgãos da prefeitura e de parceiros com a mesma visão de auxiliar a comunidade para impulsionar o seu progresso, autonomia e a realização de seus sonhos. “O Dia D serve para a gente confraternizar, conversar e prestar contas à comunidade. Será possível aprontar 70% dos serviços de ‘pente fino’ aqui, mas as equipes só vão embora quando a região estiver repaginada depois dos serviços intensificados. Não podemos esquecer que em praticamente cada uma das regiões dos bairros atendidos a prefeitura mantém grandes obras, seja de asfaltamento, saúde ou educação”, comunica o prefeito.

Ceron adiantou que ainda este ano deverá ser licitada a construção das duas capelas mortuárias no Cemitério Nossa Senhora da Penha, estimando que no começo de 2020 iniciem as obras. O prefeito também comentou sobre a possibilidade de permuta de um terreno no São Miguel para alocação de três empresas, além de sobre as obras do Centro de Educação Infantil Municipal (Ceim) em andamento, inédito no Nadir, com capacidade para 300 crianças e previsto para ser inaugurado em abril do próximo ano.

Quais os serviços e opções de lazer?

No sábado de clima agradável, crianças e adultos aproveitam as seguintes atividades: Distribuição de duas mil mudas de alface lisa e crespa e mostarda, e duas mil sementes de alface grande, abobrinha, beterraba, cenoura, repolho, rabanete, feijão de vagem, rúcula e salsa lisa; informações sobre emissão de CPF, carteira profissional digital, currículos e casamento comunitário; escolinha de trânsito; exposição da barraca de emergência para vítimas de desastres naturais e outros equipamentos de Defesa Civil, como roupas de resgate aquático; entrega de 200 mudas de árvores nativas, como ipê, araçá e bracatinga; informações sobre os Complexos Araucária e Ponte Grande; doação de Material Orgânico de Difícil Decomposição (MODD) para compostagem e coleta de tampas plásticas (Tampet’s); orientações sobre vagas de emprego, programas Qualifica Melhor Lages e Mulher Lages, oficina de empregabilidade e Sala do Empreendedor; entrega da Cartilha sobre Endividamento; divulgação do número 180 para denúncias de violência contra a mulher; orientações acerca do Cras, Creas, Centro de Convivência do Idoso (C.C.I.) Dom João Oneres Marchiroi, Cadastro Único (CadÚnico), Programa Bolsa Família, Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), Programa Minha Terra Melhor e Programa Lages Meu Lar Melhor; tenda de chimarrão, e brinquedos infláveis (cama elástica e escorregador gigante).

E como a união faz a força, a Polícia Militar Ambiental compartilhou conhecimentos e dicas sobre agrotóxicos, queimadas, água, fauna, flora, lixo, poluição, pesca, Unidades de Conservação, Protetor Ambiental e Rede Rural de Segurança, e exibiu exemplares de animais empalhados, como leão baio, javali, tatu, tamanduá mirim, cobras e jacaré. O Corpo de Bombeiros dividiu recomendações relacionadas ao trabalho de resgate de vítimas em diversas situações, como acidentes de trânsito e afogamentos, e prevenção a incêndios. O Banco da Família ofereceu pintura de rosto para as crianças e atendimento ao público esclarecendo dúvidas e entregando fôlderes sobre suas linhas populares de crédito.

Unidade de Saúde aberta o dia inteiro

A Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Penha abriu neste sábado excepcionalmente para atender o público do Comunidade Melhor. Das 8h às 17h serão prestadas orientações e avaliação da saúde em geral e odontologia; aferição de sinais vitais (frequência cardíaca, pressão arterial, glicemia, peso e altura); testes rápidos para detecção de hepatites B e C, sífilis e vírus HIV/Aids; pesagem de crianças do Programa Bolsa Família, e vacinação contra mais de dez tipos de doenças, entre as quais sarampo, coqueluche, tétano, febre amarela e Influenza B (meningite), com atualização da carteirinha de crianças e adultos. A Unidade atende, em média, 300 pacientes por dia, do Penha e Nadir, segundo a enfermeira gestora, Carolina Córdova. 

Na semana

Entre os dias 4 e 9 foram executados cascalhamento e patrolamento; limpeza de caixas de boca de lobo e tubulações; desobstrução de valas; colocação de tampas de concreto em bueiros; drenagem pluvial; limpeza de córrego; reparo em calçamento; roçada; capina de ervas daninhas nas laterais de meios-fios; poda de árvores e retirada de resíduos naturais; pinturas em dispositivos de trânsito; instalação e revitalização de abrigos de passageiros de ônibus e de praças, parques, quadras e campos esportivos; colocação de placas de sinalização em pontos de ônibus; colocação de placas de proibição de depósito de lixo em terrenos baldios, e implantação de tarifa social de saneamento básico e água para famílias de baixa renda.

Os presidentes, o que dizem?

Elza de Fátima Alves preside a Associação de Moradores do Nadir. “Nossa região é de vulnerabilidade social e tem inúmeras famílias carentes. A movimentação é espetacular e é ótimo a prefeitura estar dentro dos bairros porque aí tem como ver bem as dificuldades”, defende. A presidente da Associação do Penha, Isolete Aparecida Tillmann, se mostrou satisfeita com os serviços. “Nada a reclamar, sempre há grandes solicitações para serem resolvidas, mas esta ‘semanada’ já adiantou bastante coisa.” Já Diego Felipe Küster Soares, na função de presidente do São Miguel e Itapoã, opina que, “os dois locais vão ficar de cara nova e isto motiva as pessoas a ajudarem a cuidar, ainda mais agora com a proximidade das festividades de final de ano”.