A intenção é que o projeto executivo da obra seja concluído em março de 2020.

Por LD,
Lages/SC

📷 Assessoria Carmen Zanotto

Nesta sexta-feira, 8, ocorreu na Associação Empresarial de Lages (Acil), uma reunião envolvendo lideranças políticas e empresariais e representantes da concessionária que administra a BR-116, a Autopista Planalto Sul, do grupo Arteris. Na pauta, a discussão sobre a duplicação do trecho da rodovia que passa por Lages, na Serra Catarinense.

Na reunião, o Diretor de Operações da Regional Sul da Arteris, Antonio Cesar Ribas Sass, explicou que o projeto executivo da obra que compreende o trecho em Lages deverá ser concluído em março de 2020, porém, o início dos trabalhos ainda não tem data, pois depende de licenças ambientais.

Para a deputada federal Carmen Zanotto (Cidadania-SC) que também participou da reunião, a intenção é buscar agilidade para proporcionar maior segurança e também melhorar o desenvolvimento de toda a região. “Iremos solicitar uma audiência juntamente com o Fórum Parlamentar Catarinense, ainda este ano, com o Ministério da Infraestrutura, Ministério do Meio Ambiente e ANTT para apresentar o projeto e buscar agilidade nos licenciamentos ambientais. A duplicação da BR-116 é fundamental para o desenvolvimento da nossa região, melhorar a trafegabilidade e proporcionar maior segurança aos motoristas”, destaca a parlamentar.

O gerente institucional, José Wolny de Souza, da Berneck, empresa que está montando sua unidade fabril em Lages às margens da BR-116 também está otimista com o que foi dito pela Arteris na reunião. “Ficamos muito contente com a apresentação, com o cronograma apresentado e os próximos encaminhamentos. Percebemos que a equipe está engajada”, salienta.

Na reunião ainda estiveram presentes o representante da ANTT, José Alberto Salceda, a prefeita de São Cristóvão do Sul, Sisi Blid, o prefeito de Lages, Antonio Ceron, e o presidente da Acil, Sadi Montemezzo.