Trata-se de um evento do Observatório de Marcas que já teve edições na Europa e em São Paulo.

Por ALINE TIVES da ASCOM PML,
Lages/SC

📷 Divulgação

O vice-prefeito Juliano Polese recebeu no Gabinete, na tarde desta terça-feira (15 de outubro), a Dra Elizete de Azevedo Kreutz, atual presidente do Observatório de Marcas e professora-pesquisadora da Universidade do Vale do Taquari – Univates, localizada em Lajeado (RS). O encontro foi intermediado pelo professor Thiago Meneghel, Diretor Geral do Instituto Federal de Santa Catarina – Ifsc/Lages.

Um dos objetivos da conversa com o vice-prefeito foi prospectar a organização de uma edição futura do Congresso Internacional de Marcas/Branding na cidade. “Lages estará sempre de portas abertas para grandes eventos, principalmente os que levam conhecimento aos profissionais”, destaca Juliano Polese.

Trata-se de um evento do Observatório de Marcas que já teve edições na Europa e em São Paulo, e no ano que vem a quinta edição será realizada em Lajeado, no Rio Grande do Sul. De caráter internacional, interinstitucional e intercultural, reúne experiências e saberes de diferentes países e profissionais em torno das tendências sobre marcas. “É um evento que reúne profissionais, pesquisadores e professores da área. Seria muito promissor realizar a sexta edição aqui em Lages”, frisa Thiago Meneguel.

Bate papo no Órion sobre a consolidação das marcas

Aproveitando a passagem da professora pela cidade, ela foi convidada a participar do CHIMAtalks, iniciativa do Órion Parque que mistura interatividade e roda de mate para falar de empreendedorismo e novos negócios. “Falamos sobre a importância da gestão das marcas para os negócios. Como uma representação simbólica e valor intangível, ela vai valer de acordo com aquilo que representa para as pessoas”, aponta a professora Elizete.

Para a pesquisadora, as empresas têm um papel social muito importante, e quando ocorre a união com outras instituições, sejam públicas ou privadas, podem promover muitas coisas positivas para a sociedade. “Um ponto positivo do Órion é incubar essas novas empresas que estão nascendo, com todo o apoio no sentido de organização e orientações para que elas cometam menos enganos na fase inicial”, comenta.

Esta é a primeira vez que a professora-pesquisadora esteve em Lages. Ela gostou muito da cidade, da cultura gaúcha bastante forte e chamou sua atenção o potencial empreendedor e os trabalhos realizados pela administração municipal, pensando em Lages para o futuro. “Achei muito válido o planejamento, sem ter esse imediatismo que muitas vezes as pessoas esperam, e acabam não construindo nada. Precisamos pensar em longo prazo e estrategicamente, comparando, isso é consolidar uma marca”, diz.

Com um vasto currículo, a professora Elizete possui graduação em Letras, especialização em língua Inglesa, mestrado e doutorado em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e Pós-doutorado em Discurso Multimodal em Marcas Mutantes pela Universidade de Brasília (UnB).

Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase Design e Branding. Desde 2000 realiza investigações sobre Marcas Mutantes. Atua como professora visitante na Universidad Mayor (Chile), Instituto Politécnico de Leiria (Portugal), Instituto Superior da Maia (Portugal), Instituto Santo Ignácio de Loyola - ISIL (Peru), Universidad Santa Maria - USM (Equador), Univale (Brasil), Feevale (Brasil), Faculdade Anglicana de Erechim - FAE (Brasil), Dom Alberto (Brasil), Faculdades Alves Farias - ALFA (Brasil), Universidad Uniminuto (Colômbia) e Universidade de Brasília - UnB (Brasil), entre outras.